Economia

Foto: Divulgação

Seja no período chuvoso ou de estiagem, alguns eletrodomésticos são os principais responsáveis pelo grande consumo de energia elétrica das residências e a Celtins orienta os consumidores quanto ao uso dos aparelhos. Para isso, é preciso conhecer as características de cada equipamento e a forma correta de utilizá-lo.

“Se o cidadão parar para analisar a forma que ele usa os eletrodomésticos, ele verá que é possível reduzir esse consumo com pequenas mudanças de hábito”, aconselha Marcelo Camilo, gerente regional da Celtins de Araguaína. 

De acordo com o Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica – Procel, o maior “vilão” da conta de energia são os aparelhos convencionais de ar-condicionado. Nas residências mais simples, os equipamentos que utilizam a chamada resistência como chuveiro, ferro de passar roupas e secadores são os grandes consumidores. A geladeira também figura nesta lista. Confira no quadro:

Aparelho

Potência (Watts)

Dias de Uso/Mês

Média de Uso/Dia

Consumo Médio Mensal (Kwh)

CHUVEIRO

3500

30

40 min

70

GELADEIRA

300

-

-

80

FERRO ELÉTRICO

1000

12

1h

12

TV 30’

90

20

5h

13,5

VENTILADOR DE TETO

120

30

8h

28,8

MICROCOMPUTADOR

120

30

3h

10,8

AR CONDICIONADO (7500 BTU)

1000

30

8h

120

SECADOR DE CABELO

1400

30

10 min

7

Dicas

“A recomendação mais comum é adquirir os equipamentos que possuem o Selo Procel de economia de energia”, adianta Marcelo. Contudo, práticas cotidianas também contribuem decisivamente para a redução da conta, como, por exemplo, evitar deixar os aparelhos eletrônicos em “stand by”, quando fica acesa uma luz vermelha, mesmo com o equipamento desligado. “O ideal é retirar da tomada quando não estiver em casa ou quando estiver dormindo. Isso ajuda a evitar queimas em caso de descargas elétricas também”, completa o gerente. Veja outras dicas:

ü  Ventiladores com hélices maiores consomem mais energia;

ü  No ar-condicionado, mantenha os filtros sempre limpos, feche todas as portas e janelas e proteja a parte externa do sol;

ü  Chuveiro: evite banhos em horários de pico (18 às 21 horas); use a chave na posição verão (reduz o consumo em até 30%); ao ensaboar-se, desligue o chuveiro;

ü  Geladeiras: instale em locais afastados da parede, sol e fogão; não guarde alimentos quentes e nem sem tampa; não forre as prateleiras;

ü  Lave e passe as roupas todas de uma vez;

ü  Substitua as lâmpadas incandescentes por fluorescentes (consomem 30% menos e duram mais); mantenha as luminárias sempre limpas; pinte as paredes dos cômodos com cores claras.