Estado

O juiz da 2ª vara de Palmas, Sândalo Bueno já está em fase de análise da Ação Civil Pública do Ministério Público Estadual que pede a contratação imediata dos aprovados no Concurso do Quadro Geral do Estado. Ao Conexão Tocantins a assessoria do juiz informou que ele pretende proferir  a decisão em tempo hábil.

O processo, segundo mostra o acompanhamento processual, já está concluso. Segundo informações ao Conexão Tocantins há outras demandas também a cargo do juiz que teriam prioridade como questões relativas à Saúde e disponibilização de remédios.

A Defensoria Pública pediu habilitação para atuar como Assistente litisconsorcial mas a Procuradoria Geral do Estado não se manifestou sobre o pedido sob a alegação que essa decisão cabe ao Poder Judiciário

 Os aprovados que aguardam nomeação realizaram recentemente várias mobilizações para pressionar o governo com relação a novas nomeações. Enquanto isso nesse mês o governo criou mais 750 cargos de comissão na estrutura o que aumentou a revolta dos aprovados. Desde panfletagem até a outdoors e manifestações em frente ao Palácio Araguaia e na Assembleia Legislativa os aprovados querem tomar posse e alegam que o governo mantém contratos nas vagas previstas no certame.

 Por outro lado o governo até o momento ainda não deu previsão de quando divulgará novas chamadas de aprovados. O governo alega que já convocou 3.302 aprovados para tomar posse. Número que representa 73,16% do total das vagas imediatas. A promessa do secretário Lucio Mascarenhas, que entregou o cargo à disposição do governador e pode sair da pasta, é que até abril deste ano todos os concursados fossem convocados.

 No dia 20 do mês passado fez um ano que o concurso foi homologado.

Por: Redação

Tags: Ação Cívil Pública, Quadro Geral