Meio Ambiente

Foto: Márcio Di Pietro Serra Gerais em Taguatinga Serra Gerais em Taguatinga

O Governo do Estado traçou um planejamento estratégico orçamentário para ações dentro das nove unidades de conservação do Tocantins ao longo de 2014. O Plano Operacional Anual (POA) está sendo debatido por técnicos das unidades e tem o objetivo de garantir o correto manejo dos parques estaduais. Ao todo, o Tocantins tem quatro unidades de proteção integral e cinco unidades de uso sustentável.

De acordo com o coordenador de Biodiversidade e Áreas Protegidas - CPbio do Naturatins – Instituto Natureza do Tocantins, João Leal Neto, o POA tem como base o plano de manejo de cada UC e tem como finalidade “viabilizar a gestão operacional anual das unidades, buscando garantir a realização das ações de manejo prioritárias”. Ao ser concluído, o plano anual passará pela análise e aprovação do conselho de cada uma das unidades de conservação.

Os debates e discussões no encontro giram em torno de cinco programas que irão nortear a atuação do POA: proteção e manejo; pesquisa e monitoramento (como das licenças ambientais expedidas); uso público das atividades de ecoturismo das unidades e ecossistemas; programação do entorno da área de conservação, a qual inclui desde utilização das praias, veículos, escolas, pesquisas, à orientação de boas práticas de cultivo do solo; e, por último, operacionalização da parte administrativa do plano de manejo.

Como meta prioritária no tocante à execução de obras físicas em 2014, João Leal aponta, dentre outras, a reforma da sede do entorno do Parque do Cantão. Os recursos orçamentários necessários contidos no levantamento par o POA, advêm tanto do tesouro estadual como das compensações repassadas pela execução de obras e projetos de impacto ambiental, como hidrelétricas, estradas e outros construídos pelo poder público e privado.

Unidade de conservação

O Tocantins tem quatro unidades de proteção integral – os parques do Jalapão, Cantão, do Lajeado e o das Áreas Fossilizadas, em Filadélfia, em processo de instalação. Ainda no estado, existem cinco unidades de uso sustentável – Reserva Particular do Patrimônio Natural – RPPN Canguçu, RPPN Catedral do Jalapão, Estação Ecológica Serra Geral do Tocantins, APA Foz do Rio Santa Tereza e Reserva Extrativista Norte do Estado do Tocantins. (ATN)