Economia

Foto: Divulgação

A fase de terraplanagem para construção do Araguaína Park Shopping, em Araguaína, foi concluída e a construção agora está na fase de fundação, com 40% dos serviços executados. A Skipton é a responsável pela construção com mais três parceiros; a construtora Saudibras, Engineering/Hill, gerenciadora de obras e L35 que fez o projeto de arquitetura.

O Grupo Skipton, representado pelo seu diretor presidente, na época, Carlos Amastha, em 27 de setembro de 2011, formalizou a aquisição de terreno para construção do Shopping e o início das obras foi previsto para abril de 2012, com término e inauguração em 2014, mas o cronograma da obra está atrasado e tem previsão de conclusão no final de 2015.

O prefeito de Palmas, Carlos Amastha, era o diretor presidente do grupo Skipton na época, mas quando lançou sua candidatura a prefeito de Palmas/TO, anunciou que caso eleito, se afastaria dos negócios para se dedicar à gestão. Quando se tornou prefeito da capital, Carlos Amastha se desligou do empreendimento e de outros projetos e processos decisórios do grupo.

Geração de empregos

O Araguaína Park Shopping pretende gerar três mil novos empregos diretos e indiretos com investimento total de R$ 250 milhões. Antes o investimento estimado estava orçado em R$ 150 milhões. 

O shopping terá capacidade para cerca de 110 lojas, o centro de compras será construído em uma área de 92 mil m², terá 1.600 vagas de estacionamento. Ainda neste primeiro semestre de 2014 irá iniciar a comercialização das lojas satélite e de alimentação e a previsão é iniciar 2015 com o shopping mais de 80% comercializado. O empreendimento está em estágio avançado na comercialização das lojas ancoras e semi-ancoras.

Shopping Nações

O Shopping Nações é outro empreendimento que poderá ser construído em Araguaína. Empresários reavaliam o mercado e estão em processo decisório, debatendo em reuniões se o Shopping sai ou não do papel.

Segundo o representante de alguns sócios do grupo Boa Sorte, Daniel Vicente Ferreira Naves, existe uma dúvida que está sendo colocada em pauta nas reuniões, que é se Araguaína comporta ou não dois shoppings Center de grande porte. “Estamos realizando uma reanálise de mercado e nos próximos 60 dias teremos uma decisão”, afirmou ao Conexão Tocantins na ultima quinta-feira, 27.