Palmas

Foto: Divulgação

No último dia do Seminário das Cidades Sustentáveis realizado pelo Instituto Municipal de Planejamento Urbano de Palmas (Impup) nesta sexta-feira, 11, o tema central das discussões foram as ações dentro do município para gerar desenvolvimento e sustentabilidade.

Para o secretário municipal de governo e relações institucionais, Adir Gentil, que apresentou o painel “Gestão Participativa” dentro do eixo temático “Sustentabilidade Fiscal e Governança”, manter um governo participativo onde a população possa, além de conhecer as ações da prefeitura, opinar sobre mudanças importantes para a cidade. “Congregamos na nossa secretaria importantes segmentos sociais, e realizamos constantemente audiências públicas, como a audiência do BRT”, ressaltou. 

Segundo o gerente da superintendência da Anatel, Guiliano Quinan, que apresentou o painel sobre “Conectividade em Palmas”, o município ainda apresenta muitos problemas de acesso à internet, e para ele somente por meio de projetos com o poder público local. “As prefeituras precisam melhorar o acesso à internet e incentivar a cultura de transparência”, enfatizou Quinan.

Luiza Rates, gerente do Sebrae, que apresentou o Painel “Qualificação e empreendedorismo”, fez um breve panorama do empreendedorismo na capital. Segundo ela, esse é um dos principais segmentos de geração de emprego e renda da cidade, mas que ainda enfrenta alguns empecilhos, principalmente burocrático. “Precisamos de políticas públicas focadas nos pequenos e microempreendedores, como desburocratização e capacitação, pois eles representam 90% das empresas do município de Palmas”, ressaltou Rates. 

Complementando a palestra sobre acesso, o superintendente da Secretaria Municipal de Transparência e Controle Interno, José Everaldo Junior, apresentou um panorama de aplicação da Lei de Acesso a Informação no Município de Palmas, ressaltando que a preocupação da Prefeitura é levar o acesso à informação a todos os palmenses. “Cidade transparente é cidade sustentável quando há transparência nas informações”, afirmou Everaldo. (Secom Palmas)