Polí­tica

Foto: Divulgação

Atendendo a um requerimento do senador Ataídes, o Ministério da Integração Nacional (MI), mandará técnicos ao Tocantins para uma fiscalização no Projeto Sampaio. Os técnicos da Secretaria Nacional de Irrigação (Senir) virão in loco verificar os problemas e indicar a solução para retomada do projeto.

Segundo o senador Ataídes, que esteve no local inspecionando a obra e ficou estarrecido diante do abuso com o dinheiro público, o Projeto Sampaio não foi concluído porque faltou vontade política. “Não podemos admitir que um projeto maravilhoso como esse continue parado. Fui ao Ministério da Integração e solicitei a fiscalização e retomada imediata das obras. Esse projeto precisa funcionar e gerar renda para alavancar a economia da região do Bico”, afirmou Ataídes.

Sobre a iniciativa do governo do Estado de querer mudar o Projeto Sampaio para projeto de bacia leiteira Ataídes reprovou a ideia. “Querer mudar a natureza do Projeto Sampaio, que está com 87% das obras prontas é um absurdo e é crime”.

O Projeto está localizado no Município de Sampaio, região do Bico do Papagaio, extremo norte do Estado do Tocantins e compreende a implantação de infraestrutura para irrigação de 1.070 ha para cultivo de frutas, grãos, entre outros. O empreendimento beneficiará diretamente mais de 600 famílias nos municípios de Sampaio, Carrasco Bonito, Augustinópolis e Praia Norte, porém com reflexos em toda a região norte do Estado.