Palmas

Após o vereador, Júnior Geo (Pros) acusar o Conselho Municipal de Trânsito e Transporte, de se reunir as escondidas para definir a tarifa do transporte coletivo de Palmas. A Prefeitura de Palmas se posicionou por meio de nota de esclarecimento.

A Prefeitura informa que o Conselho Municipal de Acessibilidade, Mobilidade e Transporte atacado pelo vereador é composto por vários órgãos e sociedade civil organizada, citando como exemplos, a Ordem dos Advogados do Brasil – seccional Tocantins, Associação Comercial e Industrial de Palmas – (Acipa) Câmara dos Dirigentes Lojistas de Palmas (CDL) e Ministério Público Estadual (MPE). Segundo nota, estes órgãos são pautados pela legalidade de suas ações, "não se reunindo às escondidas ou praticando qualquer ato mencionado pelo vereador", informa.

A Prefeitura salienta ainda a não existência de definição em relação ao aumento da tarifa e informa que a planilha apresentada pelo Sindicato das Empresas do Transporte Urbano de Palmas (Seturb) foi discutida pela Câmara Temática de Transporte (uma das quatro instituídas pelo Conselho, cujos membros foram definidos por votação) em duas reuniões realizadas este ano. Ainda segundo nota, o estudo realizado pela câmara será apresentado na reunião ordinária do Conselho que acontecerá na próxima quinta-feira, às 14 horas, no auditório do Previpalmas.

Segundo informações da Prefeitura, na oportunidade todos os membros do conselho serão munidos de informações para que num prazo de 15 dias, se reúnam novamente e definam a necessidade de aumento ou não da tarifa.

Ainda segundo informações, a Secretaria Municipal de Acessibilidade, Mobilidade e Transporte enviou ofício ao presidente da Câmara Municipal de Palmas, vereador Major Negreiros, solicitando a substituição do vereador Júnior Geo, por outro vereador com interesse em discutir o transporte coletivo da capital. 

Confira abaixo a nota da Prefeitura de Palmas na íntegra. 

Nota de Esclarecimento

Assunto: Vereador Júnior Geo / Tarifa de ônibus

Data: 23/04/14

Sobre acusações do vereador Júnior Geo referente ao aumento da tarifa do transporte coletivo da Capital, a Prefeitura de Palmas esclarece à imprensa e à população que:

1º) O Conselho Municipal de Acessibilidade, Mobilidade e Transporte atacado pelo vereador é composto por vários órgãos e sociedade civil organizada, como por exemplo, a Ordem dos Advogados do Brasil – seccional Tocantins, Associação Comercial e Industrial de Palmas – ACIPA, Câmara dos Dirigentes Lojistas de Palmas – CDL e Ministério Público Estadual – MPE. Órgãos que são pautados pela legalidade de suas ações, não se reunindo às escondidas ou praticando qualquer ato mencionado pelo vereador.

2º) Não existe qualquer definição em relação ao aumento da tarifa. A planilha apresentada pelo Sindicato das Empresas do Transporte Urbano de Palmas (Seturb) foi discutida pela Câmara Temática de Transporte (uma das quatro instituídas pelo Conselho, cujos membros foram definidos por votação) em duas reuniões realizadas este ano. O estudo feito por esta Câmara será apresentado na reunião ordinária do Conselho que acontece na próxima quinta-feira, às 14 horas, no auditório do Previpalmas. Na oportunidade todos os membros do Conselho serão munidos de informações para que num prazo de 15 dias, se reúnam novamente e definam a necessidade de aumento ou não da tarifa.

3º) Lamentamos a forma equivocada como o vereador trata o assunto, uma vez que sequer comparece a todas as reuniões para as quais é convocado e que deveria participar, já que é o vice presidente do Conselho Municipal de Acessibilidade, Mobilidade e Transporte. Júnior Geo é membro também da Câmara Temática de Audiências Públicas que já realizou duas reuniões, e ele esteve presente em apenas uma.

5º) A Secretaria Municipal de Acessibilidade, Mobilidade e Transporte enviou ofício ao presidente da Câmara Municipal de Palmas, vereador Major Negreiros, solicitando a substituição do vereador Júnior Geo, por um vereador que tenha real interesse em discutir o transporte coletivo da Capital. Pois além de não atender a todas as convocações se comporta de forma inadequada fazendo acusações infundadas.https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif

Por: Redação

Tags: Júnior Geo, Prefeitura de Palmas