Estado

Foto: Divulgação "Não podemos ficar calados, vamos cobrar nossos direitos", disse um organizador

Enquanto na Capital estão sendo organizadas manifestações para o dia da eleição indireta, como forma de protesto, moradores de Novo Alegre e Combinado, municípios no sudeste do Estado, irão protestar  no próximo domingo, 04, contra o abandono da rodovia TO-110, que liga ambos municípios.

Clevisson Daniel, um dos organizadores, afirmou ao Conexão Tocantins na tarde desta sexta-feira, 02, que a manifestação será com o intuito de chamar à atenção do governo para melhorias nas rodovias, em especial a TO-110. “Vai ser nesse dia para chamar à atenção do governo, ta um descaso muito grande na nossa região, as estradas estão muito ruins, escolhemos a data para que possa chamar atenção e que eles tomem atitudes”, afirmou.

Ainda segundo Clevisson, a situação é extremamente ruim. “Não podemos ficar calados, vamos cobrar nossos direitos. Pagamos impostos, e esse dinheiro está indo pra onde?”, questionou ele que ainda salientou: “Vamos juntos fechar a estrada e cobrar nossos direitos”.

Clevisson Daniel informou ainda, que, quem quiser participar da manifestação, a mesma está marcada para ser iniciada às 7h30 na ponte do Rio Peixe, que fica no trajeto entre Combinado e Novo Alegre. "Quem quiser pode levar faixas e cartazes pedindo melhorias nas estradas", informou.

TO 110

A TO-110 é alvo de reclamações corriqueiramente, e segundo viajantes, além dos buracos enormes, o que estaria ajudando a atrapalhar o trafego, seria a quantidade de mato envolvendo a pista e encobrindo as placas de sinalização. 

Agetrans

A Agência de Máquina e Transportes do Tocantins (Agetrans), informou ao Conexão Tocantins na tarde desta sexta-feira, 02, que a equipe do Exército Brasileiro, conforme convênio, está com serviço de restauro no trecho Taguatinga a Ponte Alta do Tocantins, e outra equipe da Agetrans está fazendo o serviço de roçagem. Nos outros trechos, enquanto não começam a restaura pelo Exército, será executado uma operação tapa buraco para que haja trafegabilidade, até a divisa com os estados de Goiás e Bahia. 

No entanto, as reclamações não cessam, e os buracos nas rodovias continuam a atormentar e provocar acidentes e prejuízos aos donos de veículos. 

(Matéria atualizada às 18:05)