Esporte

Foto: Valério Zelaya

O prefeito de Palmas, Carlos Amastha, acompanhado do governador Sandoval Cardoso, recepcionou, na tarde desta sexta-feira, 09, na Agrotins 2014,  o tricampeão mundial com a Seleção Brasileira de Futebol, Edson Arantes do Nascimento, o Pelé. Na oportunidade o prefeito convidou o ex craque da seleção brasileira para prestigiar os Jogos Mundiais Indígenas, e  entregou  pessoalmente o projeto do evento que acontece em Palmas em 2015.

Na ocasião, uma multidão se aglomerava na entrada da Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins) 2014, para acompanhar a chegada do ex-jogador que fez história  na Seleção Brasileira. 

Pelé estava acompanhado da senadora Kátia Abreu (PMDB), presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e da Federação da Agricultura do Estado do Tocantins (FAET) e do presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae Nacional, Roberto Simões, para apresentar o Projeto Time Agro Brasil. Pelé é embaixador do projeto.

Após a coletiva, o ex-jogador do Santos, foi conduzido num carro elétrico juntamente com as autoridades para o estande  do  Projeto  Time Agro Brasil.   

Jogos Indígenas

O projeto apresentado pela Prefeitura Municipal para os Jogos Mundiais Indígenas inclui aldeia para alojamento das etnias brasileiras, refeitório, oca digital, praça de alimentação com comidas típicas, campo de beisebol, raia olímpica, grande arena, museu do índio e feira de artesanato. A previsão é que os jogos aconteçam entre julho e setembro do próximo ano, e a Capital deve receber 22 etnias brasileiras, além de indígenas de mais de 20 países. 

Para Amastha o carisma e o reconhecimento  do ex-jogador conhecido   mundialmente, contribuirá para a divulgação do evento. “Pelé é uma das marcas mais importantes do mundo. Ele criou os jogos indígenas na época em que era Ministro dos Esportes.  Seu apoio e sua imagem podem sensibilizar o mundo para esse grandioso evento em  nossa capital”, enfatizou.

A capital foi escolhida como sede por apresentar o melhor projeto técnico, segundo a avaliação do Comitê Intertribal Memória e Ciência Indígena (ITC). Palmas venceu as cidades de Belém e Marabá, no Pará, que também disputavam o direito de receber o evento.

De acordo com informações do Governo Estadual, o Tocantins  tem uma comunidade indígena de cerca de 13 mil pessoas. 

Ranchão

Após o evento o prefeito de Palmas, Carlos Amastha, visitou o Ranchão High-tech, da Secretaria de Desenvolvimento Rural,  acompanhado do titular da pasta, Roberto Sahium, servidores e produtores rurais.