Polí­tica

Foto: Dicom/AL Com base em extratos de contratos publicados no Diário Oficial, Aragão pediu explicações do governo sobre as obras de recuperação Com base em extratos de contratos publicados no Diário Oficial, Aragão pediu explicações do governo sobre as obras de recuperação

Várias reclamações foram feitas por parte de deputados estaduais sobre alguns trechos de estrada do Tocantins. Manifestantes interditaram  mais uma vez a rodovia TO-110, que liga Combinado e Lavandeira no sul do Tocantins.

Do PSD, Toinho Andrade reclamou da situação do sudeste do Estado. “Quando chega no limite de Goiás entra num asfalto onde praticamente não tem buraco mas quando entra no Tocantins nos deparamos com a situação esburacada. Estive lá vi a insatisfação das pessoas, dos vereadores. Ficamos numa situação tristonha. De Dianópolis a Taguatinga ninguém anda. O que estamos querendo é resolver a situação das pessoas”, frisou.

O deputado chegou a dizer que é vergonhoso ver o Goiás em boas condições e o Tocantins em situação diferente.

O deputado do PT, José Roberto Forzani engrossou o coro também sobre a situação das estradas do Tocantins. Ele citou o trecho de Colmeia a Couto Magalhães dentre outros. “Acho que é hora de conversar para convidemos ou convocar o secretário para falar de todo o projeto que tem de recuperar as estradas e maioria delas não dá mais para fazer tapa-buracos”, disse.

José Bonifácio do PR criticou a atuação do Exército que tem parceria com o governo para a reparação das estradas. “Carlão pede ao governo para contratar uma empresa que saber fazer o asfalto porque o exercito não faz nada e faz um quilômetro por ano além de tudo sai mais caro do que contratar uma empresa”, frisou

Stalin Bucar (SD) tentou tirar a culpa do governo e do exército. “O Exército é uma situação séria que está trabalhando sim ao contrário do que disse Bonifácio”, frisou. Ele mencionou que os ex-governadores não fizeram a manutenção das estradas. “Querem jogar responsabilidade no governo mas na verdade a obra já está sendo contratada pelo Exercito”, disse.

Na discussão o líder do governo, Carlão da Saneatins (PSDB) afirmou que as obras estão acontecendo mas foi questionado.

Tribuna

Na tribuna o deputado Sargento Aragão (Pros) citou alguns dados e citou a contratação da empresa Rio Tocantins Ltda para pavimentação da Rodovia TO-010 e da Silvana Engenharia Ltda (contrato de mais de R$ 1 milhão) para recuperação de outros trechos. De Araguatins a Buriti foram gastos R$ 32 mi para obras de pavimentação, segundo ele. “O trecho de Taguatinga a Novo Alegre não está incluso. Já deveria estar pronto e até agora nada”, questionou sobre o trecho que foi paralisado pela manifestação.

Com base em extratos de contratos publicados no Diário Oficial, Aragão pediu explicações do governo sobre as obras de recuperação no Sudeste e disse que não conseguiu encontrar nenhum contrato publicado sobre tais obras. “São R$ 166 milhões para tapa-buracos”, questionou.