Saúde

Foto: Divulgação

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) por meio da gerência técnica de Dengue e Febre Amarela alerta a população do Estado para manter atualizada a vacinação da Febre Amarela devido à ocorrência de morte de macacos na região sul e sudoeste do Estado. A morte destes animais é um indicativo da presença do vírus da Febre Amarela Silvestre na região.

Segundo o analista em controle de zoonoses da Sesau, Emannuel da Silva Bronze já foram coletadas amostras das carcaças encontradas, que foram enviadas para o Instituto Evandro Chagas no Pará. “Estamos aguardando os resultados para indicação da causa dos óbitos dos animais. Não podemos afirmar que é febre amarela, mas mesmo assim pedimos para população manter seu cartão de vacina atualizado como forma de prevenção”, explicou o técnico.

Emannuel também chama atenção da população destas regiões para não se aproximarem dos animais que apresentarem reação anormal, com aspecto de “bêbados” no solo ou vagando em separado do bando, pois podem ser mordidos. Também não podem fazer a manipulação das carcaças dos macacos mortos, o ideal é comunicar imediatamente a Secretaria Municipal de Saúde.

O Estado do Tocantins é endêmico para febre amarela silvestre, assim é importante que 100% da população esteja imunizada (vacinada). A vacina possui validade por 10 anos e está disponível em, qualquer unidade básica de saúde.

A Sesau orienta as secretarias municipais de saúde a notificar o evento de epizootia no prazo máximo de 24 horas para área técnica da dengue e febre. (Ascom Sesau)