Polí­tica

Foto: Divulgação

O Partido dos Trabalhadores – PT definiu em encontro no último sábado, 31, que vai continuar conversando com vários partidos dentre eles o Pros, PV e PMDB. A legenda insiste na intenção de lançar uma candidatura própria tendo Paulo Mourão como nome para cabeça de chapa. “Continuamos trabalhando a possibilidade de candidatura própria e esse encontro serviu para enxugar os nomes que tínhamos”, explicou o presidente regional da legenda, Julio Cesar Brasil em entrevista ao Conexão Tocantins nesta segunda-feira, 2.

A legenda definiu ainda por votação, o nome do pré-candidato ao Senado e o nome do petista histórico, Milne Freitas foi escolhido por aclamação. Julio Cesar também tinha colocado o nome, mas retirou e apoiou Freitas, que é ainda Chefe de gabinete da deputada estadual Amália Santana.

O nome do ex-prefeito de Palmas, Raul Filho, também foi colocado na disputa e recebeu apenas três votos dos 88 dos delegados inscritos. “Eu fiz um acordo interno e retirei meu nome porque minha prioridade é a construção partidária e não candidatura”, explicou o presidente.

Agora se o PT for lançar algum nome para o Senado apenas Freitas pode ser indicado conforme decisão da maioria. Raul só poderá disputar uma vaga na Assembleia Legislativa ou na Câmara Federal.

O partido vai definir de fato a aliança para o pleito de outubro apenas na convenção no dia 29 deste mês.