Polí­tica

Foto: Wilson Rodrigues

O ex-governador Siqueira Campos (PSDB) informou por meio de nota nesta quarta-feira, 11, que é pré-candidato ao Senado da República. Em sua nota o ex-governador diz que se dirige ao povo tocantinense, à direção estadual do PSDB, às lideranças de todos os partidos políticos e dos segmentos sociais e empresariais do Estado para submeter seu nome como pré-candidato. Segundo ele “por uma questão de honra e cumprimento de um irrecusável dever, já que segmentos os mais diversos me convocam”, pontua.

O ex-governador ainda disse que aceita ser candidato ao Senado para lutar pelas reformas básicas que promovam “as mais profundas mudanças no País, especialmente através da adoção de um novo Pacto Federativo, que transforme o Brasil numa verdadeira República Federativa”.

Confira abaixo a nota na íntegra.

AO POVO TOCANTINENSE

Dirijo-me ao nobre povo tocantinense, à direção estadual do PSDB, às lideranças de todos os Partidos Políticos e dos segmentos sociais e empresariais do Estado, para submeter o meu nome como pré-candidato ao Senado da República, por uma questão de honra e cumprimento de um irrecusável dever, já que segmentos os mais diversos me convocam. E o faço por ser, hoje, o 49º Aniversário do manifesto lançado à população da então Colinas de Goiás declarando-me candidato a Vereador do recém emancipado Município, que hoje é um polo dos mais importantes do Estado do Tocantins: Colinas do Tocantins, denominação recebida após a criação e instalação do Estado do Tocantins.

Aceito ser candidato ao Senado para lutar pelas reformas básicas que promovam as mais profundas mudanças no País, especialmente através da adoção de um novo Pacto Federativo, que transforme o Brasil numa verdadeira República Federativa, na qual as Unidades Federadas, isto é os Estados e, especialmente, os Municípios não sejam desrespeitados pelas autoridades federais que impõem, cada vez mais, sacrifícios insuportáveis às suas populações, bloqueando recursos sem sequer avisar ou ouvir os seus governantes.

Aceito ser candidato ao Senado, pela incontrolável vontade de ver o meu Estado infraestruturalmente organizado para ensejar competitividade para tudo o que aqui produzimos, em especial na agricultura e na pecuária.

Aceito ser candidato ao Senado, para evitar a morte dos rios Araguaia e Javaé. Aceito ser candidato ao Senado, para promover a integração dos Estados do Tocantins e Mato Grosso pela TO - 500 e pela ponte sobre a Ilha do Bananal, ligando Santa Isabel - TO a São Félix do Araguaia – MT.

Aceito ser candidato ao Senado, para lutar pela construção dos canais dos rios Araguaia e Tocantins, removendo os obstáculos de hoje, também no rio das Mortes, para fazer funcionar plenamente um dos maiores sistemas hidroviários do Mundo com o derrocamento do Pedral do Lourenço, no rio Tocantins.

Aceito ser candidato ao Senado, para proteger os lagos onde se realizam as piracemas e, também, os rios das Mortes, Javaé e Araguaia, com a construção de barragens de hidrelétricas ou não, de Santa Isabel, Pau d ́Arco, Couto Magalhães, sem as quais continuará o desbarrancamento das margens e o assoreamento que a força das enchentes promovem no dia a dia desses rios.

Aceito ser candidato ao Senado, para fazer funcionar a Norte Sul como ferrovia de passageiros e cargas, operando sem interrupção no dia-a-dia da nossa rotina de vida.

Aceito ser candidato ao Senado, para obter recursos para construir mais seis grandes pontes em cada um dos nossos rios Araguaia e Tocantins.

Aceito ser candidato ao Senado, para conseguir recursos para construção de mais escolas de tempo-integral, de ensino profissionalizante, bem assim as escolas de nível superior, inclusive de ensino tecnológico, também para estabelecer cursos profissionalizantes e de capacitação.

Aceito ser candidato ao Senado, para fazer a Saúde Pública e a Educação melhor dotadas de recursos, para dar maior amplitude ao atendimento das pessoas, inclusive com as creches para as crianças do nosso Estado do Tocantins.

Aceito ser candidato ao Senado, para lutar por maiores recursos e maior apoio às atividades esportivas. Aceito ser candidato ao Senado, para lutar por maiores oportunidades para as diversas carências humanas, no campo e nas cidades, em todos os setores da comunidade, formando e preparando as novas gerações para um aprimoramento físico, moral, intelectual e religioso, indispensável ao fortalecimento da cidadania e do processo civilizatório.

Aceito ser candidato ao Senado, para preparar Palmas, organizando sua estrutura de mobilidade urbana, o metrô elevado de Palmas, VLT ligando Palmas, Araguaína e Gurupi aos Municípios das três grandes regiões metropolitanas que levam os seus nomes.

Aceito ser candidato ao Senado, para ajudar os Prefeitos e Vereadores, tornando todas as cidades e comunidades urbanas paisagisticamente belas, com vias pavimentadas e organizadas, saneamento básico em especial melhorando o nível de qualidade urbana e de moradia.

Aceito ser candidato ao Senado, para lutar por todas as conquistas da família tocantinense e promover os avanços que integrem o Tocantins e o seu povo ao mundo desenvolvido, próspero e justo, sob as bênçãos de Deus, nosso Pai.

Finalmente, aceito ser candidato ao Senado, porque sei que eu não sou nada. Eu não pretendo ser nada. Mas eu tenho duas mãos e o sentimento do mundo. Aceito ser candidato ao Senado Federal por amor e gratidão ao nosso povo, e, principalmente, pelo que Cristo nos ensina: ama ao teu próximo como a ti mesmo. Ama ao teu próximo como eu vos amei. Por uma questão de compromisso com Deus, de honra, amor e gratidão ao nosso povo, eu aceito ser candidato ao Senado Federal,  atendendo a convocação que as lideranças e o povo me fazem.  

Com Deus, por um Tocantins desenvolvido, próspero e justo.

Palmas, 11 de junho de 2014.

José Wilson Siqueira Campos

Por: Redação

Tags: Eleição 2014, Senado, Siqueira Campos