Polí­tica

Foto: Divulgação

O presidente metropolitano do PCdoB, Davis Miranda de Souza reagiu em entrevista ao Conexão Tocantins na tarde desta sexta-feira, 20, quanto ao posicionamento do deputado Sargento Aragão (Pros) em relação ao prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PP). Davis afirmou que o posicionamento dificulta uma aproximação com o candidato a governador, senador Ataídes Oliveira (Pros).

Aragão havia dito que sua pretensão a federal é para disputar com o candidato do prefeito da capital, Carlos Amastha (PP) e é uma questão de honra enfrenta-lo. Contrapondo os argumentos do deputado, Davis afirma que o PCdoB faria uma agenda positiva com o Ataídes, mas a declaração de Aragão, dificulta uma melhor aproximação com o candidato a governador.

“A gente tem a convicção de que a candidatura do Ataídes só passa a ser viável se ele conseguir abrir um leque de forças, construir uma plataforma que envolva outros agentes políticos e sociais que possam dar base para esse projeto de eleição dele. E um desse atores políticos, a gente considera que seja o prefeito da capital”, disse Davis que em seguida afirmou que a posição do deputado “não constrói essa plataforma mais ampla e de viabilidade da candidatura do Ataídes”, frisou.

Ainda segundo o presidente, o PCdoB foi um dos construtores da candidatura do Amastha, e o partido participa da gestão em cargos importantes. Salientou ainda que a posição do sargento Aragão coloca em cheque, “ataca diretamente o projeto que o PCdoB foi e está sendo construtor”, disse.

Andrino comenta

O pré-candidato a federal que será apoiado pelo prefeito, Tiago Andrino, comentou ao Conexão Tocantins que não pensa em ir para as eleições para fazer o enfrentamento de candidato A ou B. “ Não estou pensando em rivalizar. Minha proposta é alternativa e propositiva. Quero pensar em resolver grandes problemas do nosso Estado e do nosso país e não em atacar ninguém”, frisou.

Na avaliação de Andrino o posicionamento de Aragão limita a capacidade política de Ataídes de articular um grupo.