Polí­tica

Foto: Agência Palavra

O PV e o PT oficializaram na manhã desta terça-feira, 24, a aliança para as eleições de 2014. Também participaram da reunião o presidente estadual do PSDC, Adail Carvalho e ainda o deputado estadual do Pros, Sargento Aragão. O pré-candidato a Governo do PT, Paulo Mourão não participou.

O presidente estadual do PT, Julio Cesar Brasil,  abriu a reunião explicando que o bloco tem o intuito de construir as candidaturas majoritárias para dar uma alternativa para o povo do Tocantins para poder votar diferente. “Não estamos aqui para anunciar o nome do nosso candidato a governador mas isso será feito nos próximos dias”, frisou, dizendo que não está fechando as portas para outros partidos.

Segundo ele, as coisas estão muito indefinidas. “Achamos possível construir uma grande alternativa. Não é um bloco para espernear ou lutar contra A ou B, mas para construir uma candidatura de mudança”, disse. Para o presidente do bloco, está nascendo "uma grande promessa para o Estado".

O presidente do PV e pré-candidato ao Governo do Estado, Marcelo Lelis, criticou as adesões para o candidato governista Sandoval cardoso (SD). “Vemos muitas adesões sem que entendamos como elas estão acontecendo”, frisou. Segundo ele, a aliança foi construída baseada no diálogo. “Não tem nada, absolutamente nada, alem disso. Discutimos exaustivamente nos últimos dias sobre o Estado. É uma aliança que vai fazer um palanque forte para a presidente Dilma no Tocantins e apresentar aos tocantinenses um novo caminho”, disse.

Lelis frisou que o Pros é um aliado em potencial que o grupo continua buscando. “Nos últimos dias andamos o Estado e o que vemos é uma mágica de comunicação para colocar coisas na cabeça das pessoas, mas as pessoas querem uma mudança para o Tocantins”, frisou. Uma das proposições do grupo será a redução de secretarias dentre outras propostas.

Os deputados estaduais do PT, Amália Santana e José Roberto Forzani também participaram assim como o pré-candidato ao Senado do PT, Milne Freitas além do ex-presidente da legenda, Donizeti Nogueira. Lideranças do PV do interior também marcaram presença como o vereador de Gurupi, Jonas Barros e de Paraíso do Tocantins, Nando Milhomem.

PSDC

O presidente do PSDC, Adail Carvalho afirmou que o partido sente necessidade de unir forças para ir para o enfrentamento e apresentar uma alternativa de mudança. “Entendemos que essa aliança é fundamental porque é possível construir uma força capaz de oferecer essa mudança num aspecto de gestão”, disse. Ele explicou que seu nome continua à disposição para a disputa ao Governo do Estado no grupo.