Polí­tica

Foto: Divulgação

O clima interno no PT não é mais o mesmo desde que a legenda definiu indicar a suplência do Senado na chapa majoritária encabeçada pelo ex-governador Marcelo Miranda e que tem Kátia Abreu como candidata ao Senado. O ex-prefeito de Porto Nacional que era pré-candidato a Governo pela legenda, Paulo Mourão não poupou críticas.

“Isso aí é uma deformação política no PT enquanto essas pessoas estiverem no comando nessa visão arcaica e dominante o partido nunca vai se desenvolver. PT se fecha nele mesmo, quem decide são lideres sem voto sem ter ressonância e reconhecimento popular”, disse citando o ex-presidente estadual, petista histórico, Donizeti Nogueira. Segundo ele, é preciso que a militância lute para transformar o PT do Tocantins no que ele é a nível nacional”, disse.

Ele criticou ainda a indicação de Milne Freitas como único candidato a deputado federal da legenda. “Ele é uma pessoa que respeito mas não tem resposta eleitoral” disse. Segundo ele, outros nomes do partido não poderão disputar.

Até os dois deputados estaduais do partido, Amália Santana e José Roberto Forzani, foram alvo de críticas de Mourão. “O PT votou esses três anos com o Siqueira (Campos) na Assembleia isso denota a deformação do partido que tem um discurso para a militância que está sofrendo com essa ação truculenta do comando do partido. O sentimento de revolta está nas bases”, disse.

Coligação

O petista disse que achou correta a coligação com o PMDB e que apoia o nome da senadora Katia Abreu porém chegou a dizer que o nome de Donizeti vai prejudicar a candidatura da senadora. “Vai causar um prejuízo muito grande para a candidatura da Katia porque o Donizeti até dias atrás criticava a senadora de uma maneira desrespeitosa com certeza isso é uma ação do Eduardo Siqueira para prejudicar a candidatura dela mas não vão conseguir porque vamos eleger Katia Abreu”, disse.

Para ele a forma como o partido tratou a indicação na chapa do PMDB  foi incorreta. “É uma falta de respeito com política interna”, frisou.

Indicação

A indicação de Donizeti foi definida na tarde de ontem. A direção nacional a pedido do você-presidente da República, Michel Temmer pediu que fosse escolhido um dos dois nomes. Nogueira abriu mão de sua candidatura a deputado federal.