Palmas

Foto: Divulgação

Foram empossados na última sexta-feira, 25, durante cerimônia realizada no Edifício Buriti, os membros do Conselho Municipal dos Direitos Humanos e Equidade (Comudheq). Esta é a primeira gestão da entidade, criada em fevereiro deste ano. 

Milton Neris, secretário executivo de Governo e Relações Institucionais, esteve presente, representando o prefeito, e ressaltou a atenção da gestão com a política dos direitos humanos. “O prefeito Amastha reconhece e valoriza as diferenças como uma importante característica da nossa cidade. Por isso, estamos fortalecendo a agenda dos Direitos Humanos em Palmas”, completou.

Gleidy Braga, superintendente da Mulher, Direitos Humanos e Equidade, destacou a importância do Conselho enquanto entidade responsável por fiscalizar e auxiliar a construção da política dos direitos humanos na Capital. “É um avanço para a cidade, pois podemos pensar juntos, governo e sociedade, nas ações a serem desenvolvidas na área dos direitos humanos da nossa cidade”, enfatizou. 

Além das entidades integrantes do Comudheq, prestigiaram o evento, Ana Cibele, representante do Centro de Direitos Humanos de Palmas; Bárbara Risomar, representante do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos; Isabela Faustino, defensora pública, e pessoas ligadas à política dos direitos humanos na cidade de Palmas. 

O Comudheq

A criação do Comudheq surgiu como demanda em 2005, durante a 1ª Conferência Municipal dos Direitos Humanos, mas só foi efetivado em 03 de fevereiro de 2014, por meio da Lei 2.028.

Composto por 16 entidades, entre civis e governamentais, é resultado da articulação entre sociedade civil, Governo municipal e Câmara e faz de Palmas o primeiro município tocantinense a aprovar a criação de um Conselho de defesa dos direitos humanos.