Turismo & Lazer

Foto: Suzana Barros
  • Foto - Marcelo Prado
  • Foto - Marcelo Prado

Habitada por volta do século XVIII, em decorrência da extração de ouro na região, Lajeado ganhou impulso recente com a construção da UHE Lajeado. A Hidrelétrica abriu um leque de oportunidades, com o fomento da atividade turística. A 52 quilômetros de Palmas, a cidade é atrativo imperdível, especialmente no período de veraneio, quando a cidade abre suas portas para mostrar seus atrativos naturais; balneários, praias e formações rochosas.

O balneário Ilha Verde é um dos cartões postais da cidade. Localizado no perímetro urbano, é uma formação do rio Lajeado: um convite ao lazer, com a oferta de locais para camping, banho e pesca, numa área sombreada por enormes mangueiras e palmeiras de buritis. Sob os cuidados da Prefeitura, apresenta infraestrutura necessária para atender os visitantes, além de quiosques e um restaurante com cardápios variados a preços acessíveis. “O local é apto para receber turistas o ano inteiro, especialmente no verão”, assegura a prefeita Márcia da Costa Carvalho.

Mesmo sem infraestrutura, o Ponto da Draga, a um quilômetro da cidade, é outro  atrativo visitado pelos turistas que se divertem sobre os lajedos que compõem o cenário. Olhando lago acima, é possível avistar a imponente usina, formadora de um imenso lago que atinge sete cidades do Estado, inclusive a Capital.  Ao longe, logo abaixo, avista-se a ponte Imigrantes Nordestinos Padre Cícero José de Sousa. A utilização do atrativo requer cuidados dobrados, uma vez que apresenta grande profundidade, a poucos metros da margem e pela possibilidade de a usina abrir as comportas, o que causa inundação rápida do local. Geralmente as comportas são abertas por volta das 18h, diariamente.

Praia do Sorriso

Outra opção de veraneio é a Praia do Sorriso. A quatro quilômetros da cidade, o acesso é feito pela TO-010, em direção ao local onde funcionava a antiga balsa que fazia travessia no rio Tocantins. Em propriedade particular, a entrada é mediante o pagamento de uma taxa de  R$ 20 reais por veículo, com direito a instalação de barracas. A moradora de Palmas, Suely Vaz, há três anos acampa no lugar. Este ano,  veio com mais três famílias, perfazendo um total de 30 pessoas. A única reclamação é com a poluição sonora. “Antes era mais tranquilo, mas agora tem som pra todo lado e, até, essas motos aquáticas”, criticou.

Outros atrativos

Caracterizado por uma elevação exótica, de aproximadamente 250 metros de altitude, o Morro do Segredo fica a cerca de um quilômetro do centro da cidade, de onde é possível avistá-lo de diversos pontos. Com características semelhantes à de um vulcão inativo, é citado pelos moradores locais em causos que envolvem a aparição de discos voadores.

Para os amantes de trilhas, a recomendação é conhecer a Usina Hidrelétrica do Lajeado. Com construção iniciada em 1969, foi inaugurada em 11 de março de 1971. Na época, alimentava as cidades de Miracema do Tocantins, Miranorte, Tocantínia, Porto Nacional, Cristalândia, Pium, Paraiso do Tocantins, Guaraí e Pedro Afonso. Hoje, além de continuar gerando energia, a usina é também um atrativo turístico pela sua beleza.

Sítio Arqueológico do Canuto

Uma das atrações que faz de Lajeado um lugar especial e misterioso são as pinturas rupestres deixadas pelo homem pré-histórico. Algumas podem ser apreciadas no Sítio Arqueológico de Canuto, localizado na serra que ladeia a cidade. As inscrições formam painéis que estampam sinais de clara compreensão visual, ainda em bom estado de conservação. Para conhecê-lo, é necessário o acompanhamento de um guia.

Onde Comer:

Restaurante Amadeu: comida caipira, sertaneja, mineira, cafeteria, cervejaria. Localizado no balneário Ilha Verde.

Restaurante Ecológico do Tchê: culinária tocantinense e brasileira. Localizado em um balneário, com piscinas naturais e boa infraestrutura.