Campo

Foto: Divulgação

Exatamente 634.335 mil toneladas de produtos do agronegócio foram exportadas pelo Tocantins, de janeiro a junho deste ano. Os dados são da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), ligada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic), e mostram um crescimento de 31,66%, se comparado com o mesmo período de 2013, quando foram exportadas 481.795 toneladas.

Os produtos que fazem parte da lista de exportação do agronegócio são os grãos, como a soja, e o milho, frutas frescas e seus derivados, bovinos processados como: carnes, miúdos, couro, além e outros produtos alimentícios processados. No topo da lista está a soja. O produto foi enviado para outros países de janeiro a junho de 2013 um total de 433.961 toneladas. Já no primeiro semestre de 2014 foi exportado um total de 604.684 toneladas, registrando um aumento de 39,80%.

Em segundo lugar aparece a carne bovina, que mandou para outros países principalmente para Rússia, Venezuela e Egito mais de 24 mil toneladas, de janeiro a junho de 2014. Um crescimento de 5,72% se comparado ao mesmo período de 2013, que exportou pouco mais de 23 mil toneladas. Em valores, o crescimento foi de 10,01%, que de janeiro a junho de 2013 vendeu US$ 93,9 milhões e de janeiro a junho de 2014 a venda foi de US$ 103,3 milhões.

Couro

O grande destaque do período foi o couro bovino. Segundo os dados da Secex, o aumento foi de 154,07% no volume de toneladas exportadas que passou de 1.230 de janeiro a junho 2013, para 3.125 toneladas no mesmo período de 2014. Nos anos anteriores a 2012, o couro do bovino tocantinense teve grande parte consumida pelo mercado interno principalmente para confecção de calçados.

De acordo com o engenheiro agrônomo e assessor da Secretaria da Agricultura e Pecuária do Estado, Corombert Leão de Oliveira, em 2012 e 2013 essa atividade econômica começou a ficar mais expressiva. “O couro mais procurado pelo comércio exterior ainda é o do estado do Rio Grande do Sul, pela raça de gado europeu, mas o couro bovino tocantinense, que é o zebuíno, tem se apresentado de boa qualidade por conta do sistema de criação, o que faz com que os produtos finais tenham uma melhor qualidade. Isso se deve ao manejo, que tem sido aliado à alternância no sistema de integração lavoura pecuária e também à tecnologia aplicada”, explicou.

Segundo os dados, 90% das exportações de couro bovino saiu do município de Colinas do Tocantins, pelo grupo JBS Exportadora. Desses 90% de couro, 40% seguiu para a Itália, 20% para Taiwan, 19% China, 13% para o Japão e o restante foi para Hong Kong, Índia, Vietnã e Coréia do Sul. Os outros 10% foi exportado pelo município de Porto Nacional. A maioria do couro é utilizado pelas indústrias de vestimentas, como sapatos, bolsas, cintos, e também nas fábricas automobilísticas. De acordo com o a tabela de exportações o couro saiu em torno de US$ 2,40/Kg. O total vendido de janeiro a junho de 2013 foi de US$ 4,4 milhões, enquanto que em 2014 o mesmo período vendeu US$ 10,3 milhões. (Ascom/Seagro)