Geral

Foto: Divulgação

Neste terça-feira, 19 de agosto, comemora-se o Dia Nacional do Ciclista. No mesmo dia em 2006 um estudante de biologia prestes a se graduar foi alvejado e morto em pleno Eixo Rodoviário do Distrito Federal. O ciclista Pedro Davison tornou-se vítima fatal de um motorista que transgrediu as normas do CTB - Código de Trânsito Brasileiro.

Assim como o estudante do Distrito Federal, milhares de ciclistas são acidentados e mortos em todo o país devido ao desrespeito de condutores e muitas vezes por cometerem atos de imprudência no trânsito. De acordo com dados do Mapa da Violência 2014, um estudo do CEBELA - Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americanos, das 46.051 pessoas que vieram a óbitos em acidentes de transporte no Brasil, 1.930 eram ciclistas.

O Detran-TO realiza com frequência campanhas voltadas para o público de ciclistas no estado. Conforme a diretora de educação para o trânsito do órgão, Márcia Rezende, durante as ações são repassados aos ciclistas normas e dicas de segurança no trânsito. “No Tocantins temos um grande público que se locomove por meio da bicicleta, principalmente no interior. Durante nossas ações procuramos conscientizar eles sobre os cuidados básicos que precisam ter no trânsito, mas buscamos também conscientizar os demais condutores sobre a necessidade de se respeitar os direitos dos ciclistas”, explicou.

O publicitário e membro de um grupo de ciclistas da capital, chamado Aspec, Tulio Cardoso, afirma que o grande desafio para os ciclistas é fazer com que os motoristas entendam que eles também fazem parte do trânsito. “O Código de Trânsito Brasileiro estabelece que os veículos maiores devem cuidar dos menores, porém isso nem sempre acontece colocando em risco assim a nossa segurança”, concluiu.

Além de ser um meio de transporte sustentável que não polui o meio ambiente, o uso da bicicleta também traz benefícios para a saúde e bem-estar dos adeptos. 

Dicas de Segurança

O servidor do Detran-TO e especialista em gestão e segurança no trânsito, Yuri Nery, listou algumas dicas de segurança no trânsito para os ciclistas.

- Em vias urbanas e nas rurais de pista dupla, a circulação de bicicletas deverá acontecer, quando não houver ciclovia, ciclofaixa ou acostamento, ou quando não for possível a utilização destes, no mesmo sentido da circulação regulamentado para a via, com preferência sobre os veículos automotores, evitando assim colisões e acidentes mais graves.

- Conforme o CTB, o ciclista desmontado empurrando a bicicleta equipara-se ao pedestre em direitos e deveres.

- São equipamentos obrigatórios para as bicicletas, entre outros a serem estabelecidos pelo Contran (Conselho Nacional de Trânsito): a campainha, sinalização noturna dianteira, traseira, lateral e nos pedais, e espelho retrovisor do lado esquerdo.

O capacete é um item imprescindível à segurança do ciclista.

- A sinalização do ciclista deve ser indicada com o braço, indicando aos demais condutores suas intenções no trânsito. (Ascom Detran)