Economia

Foto: Divulgação

A VLI, empresa especializada em operações logísticas que integram atividades de ferrovias, portos e terminais, alcançou o recorde de carregamento no Terminal Integrador Palmeirante em julho, equivalente a 152.100 toneladas de soja. O marco anterior aconteceu em março do mesmo ano, quando o terminal localizado no Tocantins foi responsável pelo carregamento de 143.200 toneladas.

Para que esse volume fosse transportado, foram necessários 1.614 vagões divididos em 20 trens com destino a exportação pela ferrovia até do Itaqui, em São Luís (MA). Foi recebido um total de 3.619 carretas para realização do transbordo. Até o mês de outubro, o carregamento será direcionado para a soja e, a partir de novembro, com a safra do milho, o terminal também receberá esse produto.

Segundo o gerente do TI Palmeirante, Nilton Cordeiro, esse resultado só foi possível devido a uma série de ações que a VLI realizou no terminal de grande potencial, incluindo padronização da operação e implantação de um sistema de gestão das filas de caminhões. Com esse sistema é possível programar melhor o transbordo da carga, evitando filas e atrasos no descarregamento das carretas. “O corredor Centro-Norte, que engloba os Estados do Maranhão e Tocantins, está na rota de crescimento da VLI. Por isso, estamos nos preparando cada vez mais para aumentar nossa capacidade de escoamento da produção agrícola. Estamos atentos ao desenvolvimento dessa região e queremos crescer junto com ela”, destaca o gerente.

Estrutura

O Terminal Integrador Palmeirante é localizado na cidade homônima, no Tocantins, região promissora para crescimento da produção agrícola. Atualmente, recebe cargas que chegam de caminhão dos Estados do Tocantins e Mato Grosso e realiza o transbordo para os vagões, que seguem de trem para o Porto do Itaqui, na capital maranhense.

A estrutura de 12 mil m² conta com dois tombadores de carretas, dois silos com capacidade para armazenar 6 mil toneladas cada e uma tulha com capacidade de carregamento de mil toneladas por hora.

Sobre a VLI

A VLI tem o compromisso de apoiar a transformação da logística no País, por meio da integração de serviços em portos, ferrovias e terminais. A empresa engloba as ferrovias Norte Sul (FNS) e Centro-Atlântica (FCA), além de terminais intermodais, que unem o carregamento e o descarregamento de produtos ao transporte ferroviário, e terminais portuários situados em eixos estratégicos da costa brasileira, tais como em Santos (SP), São Luís (MA) e Vitória (ES). A VLI transporta as riquezas do Brasil por rotas que passam pelas regiões Norte, Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste.

Por: Redação

Tags: Nilton Cordeiro, Palmeirante, VLI