Polí­tica

Foto: Divulgação

A senadora Kátia Abreu participou na noite de ontem da posse da ministra Nancy Andrighi, do Superior Tribunal de Justiça, como corregedora do Conselho Nacional de Justiça.  A indicação da ministra Nancy Andrighi havia sido aprovada pelos senadores por 48 votos a 5, numa sessão em que coube à senadora Kátia Abreu fazer o encaminhamento, no plenário, do nome da Ministra. Durante seu pronunciamento, Kátia Abreu destacou na época o equilíbrio e a lucidez da ministra.

“Com muita satisfação voto favorável. A ministra Nancy é uma mulher extraordinária e ética, seu conhecimento fará diferença em todo o País”, disse a senadora no Senado. A ministra Nancy Andrighi veio pela primeira vez à Capital, quando Kátia Abreu, então deputada federal, a convidou para participar de um Seminário sobre direitos da mulher, realizado no Teatro Fernando Montenegro.  De lá até aqui mantêm estreito relacionamento de amizade e respeito mútuos.

A ministra Nancy assume a vaga do ex-corregedor Francisco Falcão, que foi eleito para a presidência do STJ. Ela foi escolhida pela Corte em maio e teve seu nome aprovado pelo Senado da República em julho último. Na sabatina na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, uma das declarações da Ministra foi de que atuará com responsabilidade na tarefa de fiscalizar a atuação dos juizes, dos serviços judiciais auxiliares, das serventias e dos serviços notariais.  A ministra Nancy Andrighi também defendeu incentivo ao uso de recursos tecnológicos e que juízes aposentados continuem a trabalhar em um quadro paralelo, como forma de colaborar para a agilidade judiciária.

Nascida em Soledade (RS), a ministra começou a carreira na Justiça gaúcha, tornou-se juíza e depois desembargadora do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e foi nomeada para o STJ em 1999, no governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Também foi ministra do Tribunal Superior Eleitoral, onde exerceu o cargo de corregedora.