Meio Ambiente

A Associação Tocantinense Empresa de Transporte de Entulhos e Afins e empresários do setor se comprometeram a retirar os materiais não oriundos da construção civil encontrados na Área de Recuperação Ambiental da 703 Sul. O compromisso foi firmado após reunião entre os representantes das empresas e a secretária municipal de Desenvolvimento Urbano Sustentável, Germana Pires Coriolano, o secretário executivo da Pasta, Evercino Moura, e demais técnicos da Prefeitura de Palmas. A associação também irá cercar o acesso e fazer o devido controle do material descartado.

O local foi motivo de reclamação de moradores da quadra 603 Sul, vizinha da área de recuperação. 

Nesta última quarta-feira, 3, após o descarte indevido de materiais não oriundos da construção civil, o que descumpre o termo de compromisso entre a Prefeitura e a Associação, a secretária Germana Pires solicitou à Diretoria de Meio Ambiente a Notificação e Suspensão do serviço dessa empresa por tempo indeterminado até que haja o cumprimento do Termo de Compromisso.

“Só iremos liberar a área para o descarte após a limpeza de todo material encontrado que não faz parte de resíduos da construção civil. Vamos exigir um rigoroso controle de materiais a serem descartados e até a finalização de recuperação da área de recuperação ambiental da 703 Sul, que deve ocorrer em aproximadamente dois meses, iremos exigir  todos os itens firmados no Termo de Compromisso”, reforça Germana.

No Termo de Compromisso firmado, a Associação comprometeu-se em cercar a área e instalar uma guarita, proporcionando um melhor monitoramento quanto ao descarte correto apenas de entulhos de construção.