Estado

Foto: Divulgação

Um dos dois únicos candidatos que compareceram ao debate promovido pela Faculdade Católica Dom Orione, em Araguaína, na noite dessa sexta-feira, 19, o candidato a governador da coligação “Reage Tocantins”, senador Ataídes Oliveira (PROS), fez várias críticas aos concorrentes.

“O candidato Marcelo e o candidato Sandoval não tiveram preparo e coragem para encarar esse debate. Isso é um desrespeito com os estudantes e com a população de Araguaína, que compareceu em peso”, afirmou Ataídes, que na ocasião apresentou suas propostas, conversou com os estudantes e respondeu a todos os questionamentos.

Sobre a saúde pública e a situação do Hospital Regional de Araguaína, o candidato destacou a falta de gestão. “Tanto o governo atual quanto o governo anterior prometeram construir esse hospital, em Araguaína, e não o fizeram por pura falta de competência”, lembrou.

Ao responder questionamentos sobre o crescimento da violência e do consumo de drogas na cidade, Ataídes afirmou que é preciso uma ação efetiva do Estado. “Hoje, falta estrutura para a polícia trabalhar, e nós vamos equipar e valorizar a nossa Polícia Militar”, afirmou, acrescentando: “Vamos também fazer uma política preventiva às drogas, através do incentivo ao esporte e do apoio que as diferentes igrejas realizam com tanto empenho”.

Ao falar sobre Educação, Ataídes explicou que irá investir na infraestrutura, através da construção de escolas de ensino integral, e também promoverá mudanças nas escolhas de diretores. “Hoje, os diretores são escolhidos por indicação política, mas no nosso governo eles serão eleitos através de votação na escola e da aprovação de um conselho estadual, formado por professores”, anunciou.

Ataídes Oliveira também falou sobre o seu plano de governo para alavancar a economia do Tocantins e criar mais empregos. “Temos que investir na infraestrutura, investir na mão de obra, construir centros de convenções, inclusive um em Araguaína, e desenvolver uma política fiscal séria para atrair mais investidores e criar mais emprego e renda”, disse.

Para o coordenador do debate, o professor do curso de Direito da Faculdade Católica Dom Orione, Sergio Ferradoza, o debate foi muito proveitoso. “Pena que nem todos participaram, mas foi muito bom porque representou uma possibilidade dos alunos vivenciarem de perto o funcionamento do sistema democrático, através das eleições”, afirmou o professor. Também estava presente o outro representante da coordenação do debate, o bispo da Diocese de Tocantinópolis, Dom Geovani de Melo, que destacou a importância do debate para a exposição de ideias e projetos.

Neste sábado, os candidatos da coligação “Reage Tocantins” cumprem agenda em Araguatins e Tocantinópolis.