Polí­tica

Foto: Divulgação

A assessoria jurídica da coligação “A Mudança que a Gente Vê”, encabeçada pelo governador e candidato a reeleição, Sandoval Cardoso (SD) informou por meio de entrevista ao Conexão Tocantins na manhã desta segunda-feira, 22, que entrará com Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), contra a coligação "A Experiência Faz a Mudança" e contra o ex-governador e candidato ao governo do Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB) em decorrência da apreensão de mais R$ 500 mil, santinhos e um avião em Piracanjuba/GO, 87 km de Goiânia/GO na última quinta-feira, 18.

O jurídico informou aguardar mais alguns esclarecimentos investigativos salientando que mesmo que a justiça já tenha esclarecido muitos pontos no caso da apreensão, existem algumas outras questões que no momento ainda estão sendo analisadas. A assessoria disse não poder falar que pontos são esses, mas afirmou que a AIJE virá “no momento certo”.

Em análise a apreensão do montante e dos santinhos da coligação adversária, o advogado da coligação de Sandoval Cardoso, Juvenal Klayber afirmou que “são indícios graves de possíveis crimes eleitorais que a justiça eleitoral deverá analisar com rigor”, disse.

PRE

O procurador regional eleitoral, Álvaro Manzano, afirmou ao Conexão Tocantins na manhã desta segunda-feira que ainda não tem posição sobre o caso. 

Entenda

Foram apreendidos pela Polícia Civil, através do Grupo Especial de Repressão a Narcóticos (Genarc) na última quinta-feira, 18, na pista de pouso de Piracanjuba, 87 km de Goiânia um montante no valor de R$ 500 mil e milhares de panfletos políticos do ex-governador e candidato ao Governo do Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB) em um avião bi-motor, prefixo PR-GCM.