Polí­tica

Foto: Heitor Iglesias

A senadora Kátia Abreu deu uma parada na agenda de campanha na tarde de terça-feira, 23, depois de ter feito caminhadas e carreatas em Chapada da Natividade e Natividade, para receber na Capital o empresário Sílvio Lini de Araújo, dono da Alpargatas, que fabrica as chinelas Havaianas e proprietário da Mineradora Buritirana, que explora manganês no Pará. O empresário informou à senadora que vai incluir Palmas no planejamento do projeto de expansão da Alpargatas que deve fechar 2014 com um faturamento bruto de R$ 5,5 bilhões. A Alpargatas possui hoje 12 fábricas  no Brasil e Argentina. A empresa está presente em 106 países do  mundo, com 600 lojas, calçando o equivalente a 260 milhões de pessoas no planeta com seus 100 modelos de sandálias.

Silvio Lini Araújo também demonstrou interesse em implantar outro porto seco no Bico do Papagaio (já está sendo implantado o Ecoporto em Praia Norte), diante da informação da senadora Kátia Abreu de ter o apoio da presidente Dilma Rousseff para criar uma Zona de Processamento para Exportação na região. A Senadora expôs ao empresário, que já utiliza a logística disponível para transportar seu minério até os portos com destino à Europa, o projeto da hidrovia do Tocantins, cujas obras já estão em andamento com a autorização para a construção do Pedral do Lourenço. “Tenho interesse em parcerias para a construção de um novo porto”, disse o empresário.

Silvio e também proprietário da Buritirana Mineração (do Grupo Alpargatas) que explora manganês na Serra dos Carajás.  A Alpargatas é o maior grupo da indústria calçadista da América do Sul. Tem as marcas Havaianas, Dupe, Topper, Rainha, dentre outras. Mas também uma das grandes no ramo da mineração.  A Alpargatas faturou  um lucro líquido de R$ 3,4 bilhões em 2013.

Dono de uma carteira de ações de várias empresas avaliada em R$ 1 bilhão (dentre elas, participações na Alpargatas, Bombril e Paranapenema), Sílvio Tini de Araújo foi recebido pela senadora Kátia Abreu em  almoço, nesta terça, 23, na Capital.