Saúde

Foto: Rejane Costa Família de capivaras tem o parque como habitat e hospedam carrapato da febre maculosa Família de capivaras tem o parque como habitat e hospedam carrapato da febre maculosa

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) dá sequência ao monitoramento dos carrapatos que transmitem a Febre Maculosa Brasileira, no Parque Cesamar. A coleta foi iniciada nesta quinta-feira, 25, e continua na sexta-feira, 26.

Segundo o biólogo do CCZ, Hegel Albuquerque, o objetivo é identificar se as amostras de carrapatos coletadas estão contaminadas pela febre maculosa e evitar a transmissão da doença para humanos, uma vez que o Parque Cesamar é habitado por capivaras que podem vir a ter o carrapato transmissor da doença.

Após a coleta, os carrapatos serão enviados para análise no laboratório de referência nacional, localizado no Laboratório de Hantavírus e Rickettsioses da Fundação Oswaldo Cruz– Fiocruz, no Rio de Janeiro.

Ainda segundo Albuquerque o objetivo do CCZ é fazer um monitoramento mensal dos carrapatos encontrados no Parque, o que possibilitará acompanhar o ciclo de vida dos mesmos, com influência das estações do ano, temperatura e clima.

Com o monitoramento, caso seja identificado algum foco de febre maculosa, é possível alertar as autoridades competentes e tomar as medidas necessárias para a eliminação dos possíveis vetores.

Palestra

O técnico do CCZ também ministrará palestra para servidores da Guarda Metropolitana Ambiental, que atuam no Parque Cesamar, sobre o tema “As doenças transmitidas pelos carrapatos”. A palestra acontecerá no Parque Cesamar, às 7 horas, no dia 29 de setembro. (Secom Palmas)