Estado

Foto: Divulgação

As entidades de classe, representantes das diversas categorias de servidores públicos estaduais do Tocantins, cobram dos deputados estaduais, a votação do Projeto de Lei que trata da reestruturação administrativa do Instituto de Gestão Previdenciária do Estado do Tocantins (Igeprev).

“Pedimos aos deputados da oposição e situação, que não se omitam; ao presidente da Assembleia Legislativa, que faça a convocação de seus pares e, ao Governo, que convoque sua base governista para apreciar e votar o projeto”, segundo as entidades. 

Segundo as entidades, na estrutura administrativa do Igeprev vêm sendo discutidas com o Governo do Estado há mais de seis meses e o governo encaminhou o projeto de Lei para a Assembleia no dia 11 de setembro. De acordo com as Entidades Classistas, o projeto foi lido na sessão do dia 16 de setembro e encaminhado para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Depois disso, os deputados não comparecem para dar quorum para votação. 

“A proposta acordada entre o Governo e as entidades classistas dos servidores públicos prevê que todos os cargos de gestão e assessoramento do Igeprev sejam ocupados somente por servidores públicos efetivos e estabilizados”, segundo as entidades.

As entidades de classe manifestaram indignação por considerar falta de respeito dos deputados para com os servidores, visto que o assunto é, segundo as entidades, de alta relevância e urgência para milhares de servidores do Tocantins.

“As entidades classistas deixam claro que a questão do Igeprev ainda não está resolvida, uma vez que a Lei não foi aprovada e sancionada pelo Governador, apesar de estar sendo veiculada em propaganda eleitoral”, segundo as entidades.

Entidades Classistas 

As Entidades Classistas dos Servidores Públicos do Tocantins é composta pelo Sindicato dos Servidores Públicos no Estado do Tocantins – Sisepe-TO, Sindicato dos Trabalhadores em Saúde no Estado do Tocantins – Sintras-TO, Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Estado do Tocantins – Sindare, Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado do Tocantins – Sindepol, Sindicato dos Profissionais da Enfermagem do Estado do Tocantins – Seet, Sindicato dos Servidores do Tribunal de Contas do Estado do Tocantins – Sinstec,Sindicato dos Peritos Oficiais do Estado do Tocantins – Sindiperito, Sindicato dos Profissionais de Educação Física do Estado do Tocantins – Sinpef, Sindicato dos Cirurgiões Dentistas do Estado do Tocantins Sicideto, Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo do Estado do Tocantins – Sindilegis, Sindicato dos Servidores da Defensoria Pública do Estado do Tocantins – Sisdep, Sindicato dos Servidores do Ministério Público Estadual do Tocantins – Sindsemp, Sindicato dos Farmacêuticos do Estado do Tocantins – Sindifato,  Associação dos Defensores Públicos no Estado do Tocantins – Adepto,   Associação dos Militares da Reserva do Tocantis – Asmir, Associação dos Praças Militares do Estado Tocantins – Apras-TO, Associação dos Oficiais Militares do Estado do Tocantins – Afopmeto e Associação dos Policiais e Bombeiros Militares do Estado do Tocantins - Aopmeto.