Polí­tica

Foto: Divulgação

O presidente da Assembleia Legislativa do Tocantins, Osíres Damaso (DEM), aliado do atual governador, Sandoval Cardoso (SD), afirmou ao Conexão Tocantins na manhã desta quarta-feira, 8, que fará uma oposição responsável à gestão do governador eleito Marcelo Miranda (PMDB). “Vou fazer uma oposição com responsabilidade tendo em vista os interesses do Estado”, frisou.

O atual presidente disse desejar uma boa gestão a Miranda mas pontuou: “espero que ele realmente faça um governo voltado para o povo e não voltado para um grupo pequeno”, disse.

Damaso comentou ao Conexão Tocantins também sobre índice de renovação na Assembleia Legislativa que reelegeu apenas 13 deputados e disse que viu com naturalidade. “Essa renovação mostra que a população aprova o trabalho dessa atual legislatura tendo em vista que oito deputados não disputaram reeleição e dois – Solange Duailibe e Stalin Bucar- tiveram votação alta mas só não se elegeram por causa da coligação”, avaliou.

O ritmo de frequência dos deputados estaduais caiu nas sessões em razão do ano eleitoral mas o presidente chamou atenção para a necessidade do trabalho legislativo voltar à normalidade para que os projetos sejam deliberados. “Temos que voltar ao ritmo normal apara apreciar as matérias porque até dezembro precisamos zerar todas as pautas”, comentou.

Dos deputados da próxima legislatura por enquanto apenas nove são da base de Marcelo. Compõem o grupo: Paulo Mourão (PT), Nilton Franco (PMDB), Elenil da Penha (PMDB), Rocha Miranda (PMDB), Valdemar Junior (PSD), Toinho Andrade (PSD), Amália Santana, José Roberto Forzani e José Bonifácio (PR).

Eleição da mesa diretora

As eleições mal terminaram mas as especulações sobre a disputa da presidência da Casa já começam a ser feitas. Damaso comentou que o grupo que será oposição ao novo governo vai avaliar o nome conforme o projeto em comum e analisando qual dos deputados agrega mais. (Atualizada às 10h10)