Polí­tica

Foto: Divulgação

Como resultado das eleições deste domingo 5 de outubro, a Assembleia Legislativa do Tocantins terá uma renovação de 45,83% na próxima legislatura com 11 novos deputados.

Assumirão como novatos na Casa de Leis: Eduardo Siqueira Campos (PTB), Olynto Neto (PSDB), Valderez Castelo Branco (PP), Mauro Carlesse (PTB), Cleiton Cardoso (PSL), Junior Evangelista (PRTB), da coligação “Tocantins Olhando Pra Frente”, ligada ao grupo do governador Sandoval Cardoso (SD).

Já a coligação “A Experiência faz a Mudança II”, ligada ao governador eleito, Marcelo Miranda (PMDB), elegeu 5 novos deputados. São eles: Paulo Mourão (PT), Nilton Franco (PMDB), Elenil da Penha (PMDB), Rocha Miranda (PMDB), Valdemar Junior (PSD).

Reeleitos

Os deputados que se reelegeram foram: Amélio Cayres (SD), Vilmar Alves de Oliveira (SD), Luana Ribeiro (PR), Osires Damaso (DEM), Eduardo do Dertins (PPS), Jorge Frederico (SD), José Bonifácio (PR), Wanderlei Barbosa (SD), Ricardo Ayres (PSB), pela coligação “Tocantins Olhando Pra Frente”. E pela coligação “A Experiência faz a Mudança II” mantiveram seus cargos Toinho Andrade (PSD), Amália Santana, Eli Borges (PROS), José Roberto Forzani (PT).

Eli Borges (PROS) da coligação “Reage Tocantins” também se reelegeu.

Ficaram de fora

Não conseguiram a reeleição os deputados: Solange Duailibe (SD), Manoel Queiroz (PPS), Stalin Bucar (SD), José Augusto Pugliesi (PMDB) e Carlão da Saneatins (PSDB).

Já os deputados estaduais Freire Junior (PV), Josi Nunes (PMDB), José Geraldo de Melo Oliveira (PTB), se candidataram ao cargo de deputado federal, sendo que, destes apenas Josi alcançou o objetivo. Freire Junior não alcançou votação suficiente e Oliveira desistiu de concorrer faltando pouco mais de 30 dias. Outro que desistiu da disputa foi Iderval Silva (SD), que buscava a reeleição na AL.

Já Marcelo Lelis (PV) inicialmente foi indicado como vice de Marcelo Miranda, mas teve sua candidatura cassada pela justiça eleitoral e Sargento Aragão (PROS) saiu derrotado na disputa por uma vaga no Senado da República.