Geral

Foto: Divulgação

O Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins recebeu na manhã de terça, 14, a equipe de produção do programa CQC, da emissora Band, que está realizando uma ação para ajudar crianças de uma escola pública na Ilha de Marajó – PA. A corporação se solidarizou com a ação disponibilizando uma viatura para a arrecadação das doações feitas em Palmas.

“O Corpo de Bombeiro está apoiando o CQC nesse quadro que é um projeto social que visa ajudar uma escola pública na Ilha de Marajó. É uma causa nobre porque a Ilha de Marajó é uma das cidades que tem um dos menores Índices de Desenvolvimento Humano - IDH. Quando é uma ação desse tipo, independente de que emissora ou programa que seja, é uma ação social que vale a pena o Corpo de Bombeiro participar”, explica o major José Filho, diretor de Planejamento, Ensino e Pesquisa do CBMTO.

O repórter Oscar Filho, que faz parte do programa, está em Palmas fazendo as gravações para o quadro “Cadeia de Favores” e explica que a proposta é juntar forças por uma boa causa. “A cadeia de favores é um quadro que desde o primeiro programa a gente faz. O que é legal é que ele soma muitas forças: iniciativa privada, pessoas que querem ajudar ou doar alguma coisa pra um bem maior”, diz.

A intenção é arrecadar livros literários e didáticos, eletroeletrônicos, roupas entre outros materiais destinados à crianças. A expectativa em relação à adesão da campanha na Capital é a melhor possível. “As pessoas já estão aderindo sem precisar falar muito. Isso é uma coisa legal do nosso povo, a gente tem tantas críticas pra fazer do Brasil, mas o nosso povo é muito solidário. É um ponto forte que a gente tem. E tomara que não seja só uma impressão, que isso seja real”, finaliza o repórter do CQC.

Após passar pelos pontos de arrecadação em Palmas e pela Praça dos Girassóis a equipe seguirá ainda hoje para o destino final, Ilha de Marajó no Pará.

Cadeia de Favores

Em sua terceira edição, é a primeira vez que o quadro realiza uma ação na região norte do país. O programa pretende adquirir 33 painéis solares, 20 computadores, 2.500 livros e 45 mil reais para construção de uma sala de informática. O trabalho já conta com o apoio de artistas como Maurício de Souza, Vik Muniz e Os Gêmeos. (Ascom Bombeiros )

Por: Redação

Tags: CQC, Corpo de Bombeiros, José Filho, Oscar Filho