Saúde

Foto: Ascom Sesau

Com apoio do governo do Estado, a Liga Feminina de Prevenção e Combate ao Câncer atende mensalmente a mais de 450 mulheres com mamografias, ultrassonografias de mama e exames preventivos de colo de útero. A instituição filantrópica sem fins lucrativos realiza os atendimentos por meio da cessão de profissionais da Secretária de Estado da Saúde (Sesau).

A Liga conta com um médico e uma enfermeira cedidos pelo Estado que atendem na sede da instituição, em Palmas. A iniciativa visa fortalecer a descoberta precoce do câncer em mulheres, com o objetivo de garantir a cura. Fundada em setembro de 2001, a Liga Feminina de Prevenção e Combate ao Câncer já atendeu ao longo dos anos a mais de 30 mil mulheres.

De acordo com a presidente da Liga, Elaíze Fonseca de Arruda Presbítero, o apoio dado pelo Estado ajuda a melhorar a realidade de muitas mulheres. “Os atendimentos dos exames são prestados às mulheres, que muitas das vezes têm dificuldade de acesso aos exames, por causa da demanda; e aqui temos uma possibilidade a mais para as mulheres buscarem o cuidado", disse.

A entidade auxilia com programas de apoio e benefícios para os portadores da doença. Dentre as atividades desenvolvidas estão palestras, doação de cestas básicas, próteses mamárias e kits de higiene. “Levamos carinho, apoio, esperanças para aquelas mulheres que, em alguns casos, se sentem mutiladas com a retirada do seio. A doação da prótese ajuda para que elas se sintam mais bonitas e ajuda na elevação da autoestima”, ressaltou.

Solidariedade

A citotécnica Cleonice de Oliveira Cardoso Konflanz descobriu o câncer de mama em 2011 e após o inicio do tratamento foi diagnosticada a doença também nos ossos e nos pulmões. Segundo ela, o apoio da família contribui diretamente na busca pelo tratamento e com a força que tem para realizá-los. “Meu marido, minha filha são muitos queridos; os familiares em geral. Isso ajuda muito no tratamento, na minha autoestima, na minha vontade de viver. Me ajudam muito”, apontou.

Ainda realizando o tratamento, Cleonice conheceu o trabalho da Liga Feminina de Prevenção e Combate ao Câncer e sentiu o desejo de se integrar ao trabalho desenvolvido pela instituição para repassar a outras pessoas a sua experiência com a doença e a capacidade de superação. “Eu sempre quis estar na Liga, mas tinha que evitar ficar em locais com grande aglomerado de pessoas; e agora que já posso, me integrei à Liga para ajudar outras pessoas”, destacou.

Outubro Rosa 

O governo do Estado também intensificou suas ações voltadas para o combate ao câncer neste mês, participando do Outubro Rosa - mobilização que tem o objetivo de conscientizar sobre a importância do diagnóstico precoce da doença, tratamento, reabilitação e apoio psicossocial, bem como ressaltar a relevância dos exames especializados e sensibilizar a população para contribuir para a erradicação do câncer de mama como uma doença que ameaça a vida. Ao longo do mês, o governo está intensificando a ação da Carreta Saúde da Mulher, para facilitar o atendimento em diferentes regiões do Estado. (ATN)