Estado

Foto: Divulgação

O governo estadual empenhou de janeiro a setembro deste ano o valor de R$ 6.070.262.246,30 bi, conforme mostra o Portal da Transparência. Do valor empenhado o governo pagou R$ 4.649.681.656,88 bi sendo mais de R$ 2,2 bi de custos com pessoal e apenas R$ 520.019.697,12 de investimentos.

Na Saúde foi empenhado R$  1.258.163.538,23 bi e na Educação 1.069.989.795,10 bi. Na pasta de administração no mesmo período foi empenhado R$ 1.226.452.235,05. Deste valor empenhado o governo pagou até o momento apenas R$ 1.014.282.006,92 da Administração, R$ 1.032.749.733,46 da Saúde e apenas R$ 745.678.126,92 da Educação.

Na área da Segurança Pública foram pagos R$ 503.562.395,93 e na área de Transporte R$ 434.895.887,72 mi. Na comunicação o governo pagou até o momento R$ 5.640.086,47 mi e R$ 247.654.907,89 mi na previdência social.

Na área da Assistência Social o governo pagou R$ 31.039.806,83 mi. Na pasta da agricultura R$ 115.981.015,27 mi.

Diárias

Com relação ás diárias dos servidores da atual gestão de janeiro a setembro deste ano o governo empenhou R$ 23.652.752,77 mi. Do valor empenhado nos primeiros nove meses deste ano o governo pagou apenas R$ 13.745.136,77 mi sendo R$ 88.742,47 mil apenas para diárias para o Exterior.

Preocupação

A questão econômica é uma das maiores preocupações do atual governo que está tomando medidas para readequar o Estado financeiramente. As adequações começaram pelo funcionalismo já que o governo demitiu 6.550 servidores de cargos comissionados, maioria destes ocupados por servidores efetivos. O secretário de Planejamento do Estado, Joaquim Junior já disse ao Conexão Tocantins que está preparando a máquina para ser entregue à nova gestão. A atual administração também criou uma comissão para avaliar a necessidade de nos empenhos de despesas.