Geral

Foto: Imagem ilustrativa/da web

Nesta quarta-feira, 12, às 9 horas, no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do setor Taquari, a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), através da Diretoria de Proteção Básica, lança o primeiro ateliê de artesanato e costura. O projeto tem como meta organizar e fomentar o artesanato na comunidade, para formação de grupos de artesões e confecção de produtos destinados ao mercado consumidor com foco no artesanato que resgata a identidade local.

Durante os cursos, os participantes contarão com capacitação específica de corte costura e modelagem, criação e produção das peças artesanais.

Segundo a secretária de Desenvolvimento Social, Maria Luiza Felizola Leão Gomes, a atual gestão teve a preocupação em proporcionar infraestrutura e ambiente adequado à aprendizagem e ao desenvolvimento de competência profissional, visando à ampliação de oportunidades de geração de trabalho e renda para a promoção do desenvolvimento e a inclusão social dos beneficiários.

“A importância de iniciativas para o fomento do empreendedorismo tem sido uma de nossas metas para promover atividade com o compromisso de apoiar as pessoas para cumprir essas demandas. O Cras, ainda, vai contar com o suporte de quatro máquinas de costura e profissionais de diversas áreas para agregar valor, identificar oportunidades e transformá-las em um negócio lucrativo às famílias que se encontram em situação de vulnerabilidade social”, comenta.

Segundo a coordenadora do Cras de Taquari, Tânia Glays, o ateliê possibilitará ao artesão melhores condições de vida, atuando contra o desemprego. “O artesanato pode ser considerado elemento de equilíbrio no Município. Conforme se sabe, este sistema de trabalho conta com a participação ativa da família, desempenha um papel relevante na comunidade e sua arte é fator de prestígio”, explica. (Secom Palmas)