Educação

Foto: Lucas Nascimento

Depois de passar 20 dias na Inglaterra, a diretora a diretora Anália Vieira Neta, do Colégio Estadual Lavandeira, localizado no município de mesmo nome, foi recebida pela secretária Adriana Aguiar na sede da Secretaria de Estado da Educação e Cultura (Seduc), na manhã desta quinta-feira, 20. A viagem foi fruto do Prêmio de Gestão Escolar, que contemplou a unidade de ensino com o intercâmbio da diretora para participar de experiências em gestão de escolas, além de promover uma imersão cultural na capital, Londres.

A partir da experiência, a diretora frisou que sua visão sobre os processos de gestão escolar mudou e novas ações poderão ser aplicadas na escola em que atua. Para ela, poder conhecer uma outra realidade na maneira de dirigir um centro de ensino foi extremamente válido em sua vida profissional. “Lá (na Inglaterra) nós estivemos com diretores que assumiram o cargo em escolas com situações ruins e as transformaram em centros de excelência”, explicou.

Durante os 20 dias em que passou no velho continente, a diretora de Lavandeira passou por uma imersão cultural de três dias em Londres e, junto com o grupo de educadores brasileiros, seguiu para Nottingham, onde passaram por experiências na área de gestão e por capacitações sobre educação básica. “O principal para mim, foi reforçar que a educação é o melhor caminho para o futuro. Em Lavandeira nós lidamos com uma realidade diferente e poder fazer a educação chegar às crianças e aos adolescentes e fazer que isso modifique a realidade deles, é muito gratificante”, completou.

Um ponto semelhante, contudo, a professora encontrou entre o Tocantins e a terra da Rainha Elisabeth II. A educação em tempo integral que vem sendo implementada no Estado é a política adotada na Inglaterra há anos e que vem dando certo. “Lá, eles têm a percepção de que quanto mais tempo a criança passa na escola melhor. Os alunos na Inglaterra entram na escola às oito, oito e meia da manhã e saem três, três e meia da tarde”, disse.

A secretária Adriana parabenizou a diretora do Colégio de Lavandeira e destacou a experiência adquirida pela educadora durante o período de formação pedagógica e de gestão na Inglaterra. “Uma cidade com pouco mais de dois mil habitantes, ter duas diretoras de escola com experiência internacional em gestão é algo muito enriquecedor. Claro que iremos aproveitar esta experiência e compartilhá-la com outros diretores”, frisou.

Além da atual diretora da escola, o Colégio Estadual de Lavandeira ainda teve, em 2013, a então diretora Vilma Pereira da Rocha, como representante do Estado em um intercâmbio realizado, à época, nos Estados Unidos. (Ascom Seduc)