Estado

Foto: Fernando Leite/Jornal Opção Governador eleito terá mês decisivo antes de assumir Palácio Governador eleito terá mês decisivo antes de assumir Palácio

O mês de dezembro chegou e com isso os trabalhos da comissão de transição se intensificam. Conforme estimou o presidente, ex-secretário Herbert Brito, Buti, a intenção é concluir os levantamentos até o dia 15 deste mês. Já foram visitadas a pasta da saúde e da Segurança Pública onde foram confirmados vários problemas nas áreas. Paralelo às visitas os técnicos estão buscando outras informações importantes para ter um diagnóstico mais detalhado do governo.

Nesta terça-feira, 2, a comissão vai visitar a pasta da Fazenda, comandada por Joaquim Junior onde terão acesso a vários dados. A comissão vai pedir ainda para visitar , se possível nesta semana, as secretarias da Educação, Administração e Planejamento.

Os dados que foram encaminhados para a Comissão na semana passada pelo Controlador Geral do Estado, Ricardo Eustáquio ainda estão sendo analisados pelos membros da comissão.

Os primeiros nomes que vão compor o novo governo devem ser divulgados em breve até o dia 15.A diplomação dos eleitos este ano acontece dia 19 deste mês.

Segundo informou o porta-voz do governo eleito, Jornalista Rogério Silva ao Conexão Tocantins esse processo começará apenas após o término dos trabalhos de comissão e quando Marcelo validar as alterações que serão feitas na estrutura administrativa. “Só serão divulgados quando os trabalhos de conclusão forem concluídos”, frisou. Segundo ele, a divulgação dos nomes após a transição não é uma tentativa de fazer suspense e sim de avaliar primeiro as mudanças necessárias que serão definidas pelo novo governo.

Secretários estaduais ouvidos pelo Conexão Tocantins afirmam que o mês será para encerrar o trabalho nas pastas e nos setores do governo.

Vários nomes estão sendo ventilados e já teriam sido convidados por Marcelo porém o foco do momento é a situação geral do Estado e as primeiras medidas que a nova gestão deve tomar.

O governador eleito, segundo contam aliados, está preocupado com a situação do Estado principalmente com a Saúde.