Saúde

Foto: Imagem ilustrativa/ Da Web

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesau) oferece capacitação em epidemiologia, diagnóstico e manejo clínico da Febre Chikungunya a médicos nesta quarta-feira, 17 de dezembro, a partir das 8h30, no auditório do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO), em Palmas.

Não há casos registrados de Febre Chikungunya no Tocantins, no entanto, esta é a segunda turma de médicos a receber a capacitação de preparação para identificação de possíveis casos dessa doença recém-chegada ao país e que já possui casos registrados em estados vizinhos. Participam cem médicos que atuam na rede de assistência básica e de pronto atendimentos da Capital e de municípios do interior. 

Segundo a gerente da Área Técnica da Dengue, Febre Amarela e Febre Chikungunya, Christiane Bueno, a proposta é reunir esses profissionais e discutir questões epidemiológicas e o manejo clínico do paciente suspeito de contrair Febre Chikungunya. 

Febre Chikungunya

A doença é transmitida por mosquitos do gênero Aedes (Aedes aegypti e Aedes albopictus) e que se reproduzem em água parada. Segundo Christiane, para prevenir casos da Febre Chikungunya devem ser tomadas as mesmas medidas para prevenção da reprodução do mosquito da dengue (transmitido pelo mosquito Aedes aegypti), isto é, evitar o depósito de água em calhas, pneus e quaisquer outros recipientes expostos à chuva. 

A primeira etapa da capacitação foi realizada na última segunda-feira, 15 de dezembro. (Ascom Sesau)