Polí­cia

No início da madrugada desta quinta-feira, 18, Policiais Civis da 7ª Delegacia Regional de Colinas do Tocantins comandados pela Delegada Regional Olodes Maria Oliveira Freitas, deflagram a “Operação Pandora” e prenderam Valdinéia L. da S., também conhecida como “Pandora”, 23 anos, e Volme P. da S., vulgo “Vô”, 25 anos. Ambos são acusados pelo crime de tráfico de drogas e foram capturados, mediante o cumprimento de mandados de prisão preventiva expedido pela Comarca daquele município, quando se encontravam na BR 153. 

De acordo com a delegada Regional, após investigações deflagradas pela delegacia da Criança e Adolescente de Colinas foi constatado que “Pandora e Vô” são responsáveis pela comercialização e distribuição de drogas em várias cidades do Centro-Norte Tocantinense, entre elas; Colinas, Nova Olinda, Araguaína, Bandeirantes, Arapoema, Pau D´arco, dentre outras.   

Ainda segundo apontaram os levantamentos da PC, a mulher é suspeita de movimentar grande quantidade de entorpecentes, sendo considerada uma das maiores distribuidoras de drogas da região. “Pandora e Vô” já tinham fugido dos Investigadores da 7ª Delegacia Regional e da Delegacia da Criança e do Adolescente – Deca há aproximadamente 05 meses, quando os Policiais realizaram uma ação de busca e apreensão em um bar e uma chácara de propriedade da acusada. Na ocasião, foi localizada certa quantidade de drogas. 

Consta em depoimentos de alguns traficantes presos pela Deca, em Colinas que Valdinéia é uma pessoa que utiliza de extrema violência e agressividade contra traficantes rivais e pessoas, que por ventura, possuam dívidas relacionadas a drogas com ela. Os presos também afirmam que “Pandora” era uma das responsáveis pelo fornecimento de drogas em Colinas e demais cidades da região. 

No momento que foram abordados e presos, o casal estava vindo de Goiânia com destino a Araguaína e ocupava um veículo Siena de cor branca, o qual foi apreendido devido a suspeitas de que seja produto de crime. Depois da realização dos procedimentos cabíveis, os dois suspeitos foram recolhidos à carceragem da Cadeia Publica local, onde permanecerão a disposição do Poder Judiciário. (Ascom SSP)

Por: Redação

Tags: Polícia, Polícia Civil