Campo

Foto: Divulgação

A produção de grãos no Tocantins na safra 2014/2015 deverá ter um aumento de aproximadamente 315 mil toneladas, representando um volume de 9,4% a mais do que o registrado na safra 2013/2014, segundo o 4º Levantamento de Estimativa da Safra de Grãos, realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O aumento na produção de soja, que passa dos 13%, representa o maior crescimento do País.

Principal grão produzido no Estado, a soja terá crescimento de 14,5% na produção do tipo em sequeiro. Já no tipo subirrigada, há uma estabilização na produção, que é de 152,47 mil toneladas. Para o engenheiro agrônomo da Secretaria da Agricultura e Pecuária (Seagro) Genebaldo Queiroz, é a logística favorável do Estado que faz com que o Tocantins se destaque em crescimento da produção em nível nacional. “O governo tem atuado principalmente na infraestrutura e logística para dar apoio na questão da armazenagem, que é bastante deficiente em todo o País”, comentou.

Segundo Queiroz, a previsão da safra 2014/2015 é muito favorável. “Mais uma vez a gente vê um crescimento da área plantada de grãos do Estado e na produção. A expectativa é que, se mantendo as condições climáticas, nós devemos ter um incremento na produtividade”, reforçou.

O Tocantins é atualmente o terceiro maior produtor de arroz irrigado do Brasil e a expectativa é de que a produção aumente mais 21,83 mil toneladas nesta safra. Já o arroz sequeiro, terá um crescimento maior, 21,4%. A aérea destinada para o plantio destes dois tipos de arroz  também tem previsão de acréscimo, com a expectativa de mais 3,19 mil hectares para as culturas.

Para o engenheiro agrônomo, a previsão de aumento, tanto de área plantada (7,7%) quanto na produção (9,4%) representa a confiança dos produtores no potencial do Estado. “Estamos ultrapassando a casa dos 820 mil hectares de soja e mais de um milhão de áreas plantadas com grãos no Estado. A cada ano notamos uma confiança maior dos produtores, das empresas fornecedoras de insumos e empresas fornecedoras e esmagadoras, que compram nossa soja para levar para vários destinos”, analisou.

Queiroz destacou ainda que o Brasil é o único país que tem condições de ampliar a aérea plantada, sendo que somente no Tocantins são mais de sete milhões de área de pastagens degradas que estão sendo aos poucos incorporadas ao processo produtivo de grãos.

“O governo tem trabalhado com políticas que incentivam a armazenagem e na questão viária e logística, através da construção de novas estradas que liguem ao eixo das rodovias federais, que levam até os portos, e da Ferrovia Norte-Sul. Outra ponta que o governo tem atuado é na questão da Vigilância Sanitária para não deixar que doenças venham a entrar no Estado e se expandam, causando prejuízos à safra”, enumerou o engenheiro agrônomo.

Produção de grãos no Brasil

A previsão da Conab é que a produção da safra 2014/2015 no Brasil seja de aproximadamente 202,18 milhões de toneladas, registrando um crescimento de 4,5%. O total de área destinada ao plantio de grãos também deve crescer, passando de 56,98 milhões hectares para 57,8 milhões. Com o cenário mais vantajoso no mercado, a área destinada para o plantio de soja avançou sobre as demais culturas, com aumento de 4,8%, passando de 30,1 milhões de hectares para 31,6 milhões. (Secom -TO)