Estado

Foto: Divulgação

O presidente da Associação dos Praças Militares do Estado do Tocantins (Apra), João Victor Moreira, recebeu na última quarta-feira, 28, na sede da Associação, o presidente da Comissão dos Excedentes no Concurso do Corpo de Bombeiros, André Mateus Vieira Masulli. Na ocasião André informou que é reivindicado autorização de convocação do governador Marcelo Miranda (PMDB) para a última etapa do concurso. 

“O que estamos reivindicando é apenas que o governador Marcelo Miranda autorize a nossa convocação para a ultima etapa do concurso, pois já estamos aprovados e aptos nas quatro etapas anteriores, sendo elas: prova escrita, teste de aptidão física, teste psicológico e exames médicos. Há de considerar ainda que alguns desses excedentes que moravam em outras cidades gastaram quase 6 mil reais em hospedagem, alimentação, passagem e exames, sem contar as noites em claro estudando e dedicando-se ao treinando físico para a aprovação. Além disso, existe a urgente necessidade de convocar os excedentes devido ao baixo efetivo", afirmou. 

O presidente da APRA diz apoiar a iniciativa da comissão, colocando o jurídico da Associação a disposição dos excedentes. João Victor Moreira defende que será necessário o aumento do efetivo.

Assim como a APRA-Tocantins, o Comandante Geral do Corpo de Bombeiros, coronel Dodsley Yuri Tenório Vargas, também é favorável à convocação dos excedentes e ao aumento do efetivo.

Mantendo o diálogo com o Comandante Geral e buscando contato com o governador do Estado, a APRA-Tocantins, unida à Comissão dos Excedentes, entra na luta pelo aumento do efetivo e pela expansão do Corpo de Bombeiros no Tocantins.

Segundo afirmou André Mateus, a Comissão dispõe de mais de 1.400 assinaturas em petição pública pela convocação.