Palmas

Foto: Valério Zelaya

Uma comissão composta por empresários foi formada na manhã desta terça-feira, 10, durante reunião com o secretário municipal de Acessibilidade, Mobilidade, Trânsito e Transporte, Christian Zini, para discutir sobre o estacionamento rotativo da Capital, que começou a funcionar no dia 1º de fevereiro. Formada pelo presidente da Associação Comercial e Industrial de Palmas (Acipa), Fabiano do Vale; o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Palmas (CDL Palmas), Davi Gouveia, a comissão conta ainda com lojistas da Avenida JK.

Segundo Zini, que sugeriu a criação da comissão, os integrantes irão elaborar propostas e sugestões dos empresários referentes aos estacionamentos para que sejam levadas ao prefeito Carlos Amastha, no sentido de serem estudadas, de forma conjunta, alternativas para a Zona Azul da Capital. 

Dentre as propostas a serem apresentadas estão o aumento no tempo de tolerância - que atualmente é de cinco minutos - mudanças no método de cobrança e diminuição do período de funcionamento do estacionamento. “Ouvimos os empresários e sugerimos a comissão para que eles apresentem suas propostas. Nós iremos levar as reivindicações, verificar as condições técnicas e dentro dessas condições, posteriormente levar para a análise do prefeito”, explicou o secretário.

Durante a reunião o secretário apresentou as razões da implantação do sistema rotativo, que sempre foi uma reivindicação da população, além de ser uma tendência mundial, pois quando se fala em mobilidade urbana é necessário também se falar em estacionamento rotativo.

Zini lembrou que a Zona Azul também foi implantada em uma semana atípica, na qual os funcionários públicos do Estado ainda não receberam seus pagamentos e desta forma não movimentando o comércio. Ele pediu ‘calma’ e que os comerciantes aguardassem. (Secom Palmas)

Por: Redação

Tags: Christian Zini, Estacionamento Rotativo