Campo

Foto: Divulgação

Representantes do Governo do Tocantins reuniram-se na tarde desta sexta-feira, 13, para mostrar as potencialidades do agronegócio do Estado para uma comitiva, composta por 13 agrônomos, da Cooperativa Batavo, empresa da região de Ponta Grossa, Paraná, que atua no ramo da agroindústria. A reunião aconteceu no auditório da Secretaria de Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro), com apresentações e palestras nas áreas técnica e logística.

Segundo o engenheiro agrônomo, responsável pelo departamento comercial de sementes da Batavo, Antônio Alberto Gomes da Silva, a empresa pretende se expandir trazendo suas atividades para o Tocantins. Após viajarmos pelo Brasil para conhecer o potencial de alguns estados, concluímos que o Tocantins é uma alternativa bastante viável e que atende às nossas necessidades de expandir os negócios”. “Vamos construir um entreposto para fornecer insumos e receber grãos de associados e terceiros, inclusive já adquirimos a área aqui mesmo, na região central e já vamos começar com a obra de infraestrutura”, disse.

O secretário da Seagro, Clemente Barros informou que vários empresários, em diversas áreas da produção, estão vindo ao Tocantins devido seu potencial para o agronegócio. “O Tocantins um clima bem definido e oferece uma excelente logística para os investidores”. O Governo Marcelo Miranda acredita no Estado não apenas como produtor de matéria prima, mas também em seu potencial para a industrialização. “O Tocantins é o Estado das águas, tem potencial hídrico para o desenvolvimento da agricultura e pecuária”.

O presidente do Instituto de Desenvolvimento Rural (Ruraltins) Pedro Dias, disse que esse é um bom momento para investir na industrialização. “Este é um instante em que estamos investindo para expansão da Bacia Leiteira do Tocantins, momento muito oportuno para que empresários conheçam o potencial do Estado”.

Além da equipe da Seagro, estavam presentes na reunião representantes da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), Ruraltins, Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Secretaria Municipal da Agricultura, Ministério da Agricultura e Pecuária ( Mapa),  Cooperativa Agroindustrial do Tocantins (Coapa), revista Cerrado Rural, Banco da Amazônia, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. (Ascom Seagro)