Campo

Foto: Divulgação

O Governo do Estado, por meio do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) realiza uma série de encontros com pequenos pescadores no sentido de promover a inserção do pescado nos programas sociais.

De acordo com a bióloga do Ruraltins, Cássia Bento, o evento contará com a participação de representantes da Embrapa, Sesc Mesa Brasil, Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA), Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), Conab e Frigorifico Bonutt Fish, de Aliança do Tocantins.  

A maratona começa na segunda-feira,16, quando o grupo se reúne com a colônia de pescadores, do município de Caseara. Na terça-feira, 17 será a vez dos pescadores de Araguacema. Já no dia 18, encerrando os encontros, a equipe trabalha com os pescadores indígenas Karajá do município de Xambioá.

Segundo ainda a bióloga durante as reuniões será apresentado o “Projeto de Apoio à Comercialização do Pescado da Agricultura Familiar”, que pretende mostrar a importância da inserção do peixe na merenda escolar, através do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

“O Ruraltins desempenha um papel importante nesse processo, pois orientamos os pescadores na emissão de documentos e elaboração de projetos, além do acompanhamento técnico, disse a bióloga, ressaltando que é muito importante a inclusão do pescado no cardápio escolar, pois o peixe tem grande valor nutricional e promove o desenvolvimento econômico das localidades.

Espécies produzidas

No Tocantins as espécies que podem ser fornecidas para a merenda escolar são: Tambaqui e híbridos, Caranha, Traira, Pacu, Piau, Curimatã. Sendo que a qualidade do produto deve ser bem observada, oferecendo peixes sadios, despescados no dia, sem tamanho máximo exigido.

Por: Redação

Tags: Cássia Bento, Ruraltins