Polí­tica

Foto: Divulgação

O senador Ataídes Oliveira (PSDB/TO) apresentou, nesta terça-feira (17), emenda à MP 670 para restabelecer o ajuste de 6,5% em todas as faixas da tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física. Para o senador, é inaceitável que a tabela tenha correções diferenciadas de acordo com a faixa salarial, como prevê a MP enviada pelo governo – de 6,5% para quem ganha menos a 4,5% para quem ganha mais. “Isso é uma discriminação absurda, que viola o princípio básico de igualdade entre os contribuintes”, destacou Ataídes.

Ajustar a tabela em 6,5% é garantir pelo menos a compensação das perdas com a inflação de 2014, defendeu Ataídes. “É preciso lembrar que a defasagem acumulada na tabela do IRPF já chega a 30% só nos governos Lula e Dilma. Isso quer dizer que a mordida do Leão vem ficando, na prática, cada vez maior”, afirmou.

Ataídes lembrou que o poder de compra de todos os brasileiros está sendo corroído pela inflação, que deve chegar a 8% neste ano de 2015 e o contribuinte não pode mais continuar pagando pelos erros da política econômica conduzida pelo governo petista.