Polí­cia

Foto: Divulgação Segundo informações da Polícia Militar, o jovem foi assassinado quando saia do colégio em que estudava Segundo informações da Polícia Militar, o jovem foi assassinado quando saia do colégio em que estudava

O corpo do adolescente, Edson Moreira Alves da Silva, 17 anos de idade, assassinado em Figueirópolis na terça-feira, 24, e ainda das outras duas vítimas de acidente, um de 27 anos e outro com 38 anos de idade, foram enterrados nesta quarta-feira, 25. O pai do adolescente assassinado, Valdenir Alves da Silva, 38 anos, continua em estado grave na Unidade de Tratamento Intensiva (UTI) do Hospital Regional de Gurupi. O acusado, um menor de 15 anos, ainda não foi apreendido.

Segundo informações repassadas pela Polícia Militar local, foi realizado o Boletim de Ocorrência e entregue o procedimento da perícia realizado no local do crime. A Polícia Militar continua as buscas acreditando que o pai do acusado tenha ajudado o filho a escapar.

Segundo informações da PM, os agentes da Polícia Civil não estão ajudando nas buscas e nem investigando o caso por causa da greve da categoria.

 Entenda o caso

O adolescente, Edson Moreira foi assassinado com tiro de arma de fogo por um outro menor devido a discussões por causa de uma moto. O pai da vítima, Valdenir Alves, que estava a trabalho em uma fazenda, ao ter conhecimento da situação se dirigiu em uma camionete para a Figueirópolis, mas, no caminho, sofreu um acidente de trânsito e está gravemente ferido. As outras duas vítimas fatais, trabalhavam com o pai da vítima e morreram em decorrência do acidente. 

Por: Redação

Tags: Figueirópolis, Polícia