Economia

Foto: Divulgação

Representantes de universidades do Tocantins participaram nesta terça-feira, 31, do Café Empresarial de apresentação do Edital do Centro de Referência para Apoio a Novos Empreendimentos (CERNE) 2015, realizado pelo Sebrae Nacional em parceria com a Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec). O edital visa acolher projetos para apoio técnico e financeiro às incubadoras de empresas em operação e mantidas por entidades públicas e privadas de interesse das micro e pequenas empresas.

“Para encurtar a distância que existe entre o meio acadêmico e o meio empresarial, o Sebrae decidiu criar um ambiente favorável para que as universidades e instituições de ensino superior possam perceber que é a hora de começar a fomentar o espírito de empreendedorismo baseado nas empresas incubadas nas nossas universidades”, comentou o diretor técnico do Sebrae Tocantins, Higino Piti.

O objetivo do edital é ampliar a capacidade das incubadoras em gerar, sistematicamente, empreendimentos inovadores e bem-sucedidos. Os projetos devem ser encaminhados ao Sebrae de seu estado de origem até 30 de abril. Serão destinados cerca de R$ 28 milhões a serem distribuídos entre os projetos selecionados de acordo com a modalidade Cerne das empresas.

Para a reitora da Universidade de Gurupi (Unirg), Lady Sakay, há uma necessidade de fomentar o empreendedorismo com mais afinco nas universidades. “Gurupi hoje está se movimentando no sentido de unir as instituições de educação para institucionalizar uma rede de desenvolvimento que seja baseada no conhecimento. Esse é o compromisso das instituições. Nós precisamos formar um conselho pra ver de que forma podemos instituir, dar apoio, fazer com que nossos alunos que tem potencial possam realmente empreender e desenvolver a região. O estado precisa e nós temos potencial”, explicou a reitora.

Além do edital, também foram apresentados projetos e soluções em educação empreendedora a serem trabalhadas em parceria com as universidades, a fim de despertar nos estudantes características empreendedoras que irão lhes dar suporte ao adentrarem no mercado de trabalho.

Por: Redação

Tags: Anprotec, Higino Piti, Lady Sakay, Sebrae