Estado

Os representantes do Banco Mundial permanecem no Tocantins até sexta-feira, dia 10. Entre os compromissos agendados para esta quinta-feira, 9, está uma nova reunião na Secretaria do Planejamento e Orçamento (Seplan) para avaliar ações nas comunidades indígenas atendidas pelo Projeto de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável (PDRIS). Haverá ainda outra visita ao Palácio Araguaia, quando o gerente de Projetos do Banco Mundial, Eric Lancelot, será recebido pelo governador Marcelo Miranda.

O PDRIS é uma das principais fontes de recursos para investimentos no Estado, que dispõe no total de US$ 375 milhões financiados pelo banco e com contrapartida de US$ 75 milhões do Governo do Estado. Nesta quarta-feira, o titular da Seplan, David Torres, e os representantes dos órgãos coexecutores do projeto, se reuniram com a equipe técnica do banco, liderada por Eric Lancelot. Essa e outras várias reuniões que vêm acontecendo têm a finalidade de supervisionar e avaliar as ações do PDRIS no Estado.

Durante a reunião, o secretário David Torres adiantou à equipe do Banco Mundial que o PDRIS é uma prioridade do Governo do Estado. “O governador Marcelo Miranda nos pediu ampla prioridade nas ações do projeto. Recentemente, retomamos as negociações com o banco e já conseguimos pagar cerca R$ 12 milhões das parcelas atrasadas do financiamento. Nos próximos dias providenciaremos o pagamento de mais R$ 4 milhões”, adiantou, afirmando também que o Governo trabalha para recuperar a credibilidade financeira do Estado para avançar com as atividades do PDRIS.

Depois de ter acesso às informações do secretário do Planejamento e Orçamento, Eric Lancelot declarou que está satisfeito com o posicionamento do Governo. Entretanto, não deixou de observar o baixo desempenho das atividades previstas no PDRIS na gestão anterior. “Nos primeiros anos do projeto, a execução das ações foi de apenas 14%, um desempenho relativamente baixo”, destacou.

PDRIS

O Projeto de Desenvolvimento Regional Integrado Sustentável (PDRIS) beneficia 72 municípios tocantinenses. O objetivo é contribuir para a melhoria da competitividade e da integração regional, promovendo a inclusão social e a sustentabilidade ambiental. Além disso, fomenta a eficácia do transporte rodoviário e dos serviços públicos em apoio ao desenvolvimento integrado e territorialmente equilibrado do Estado.

Coexecutores do PDRIS

Os coexecutores do PDRIS são:Secretaria de Infraestrutura (Seinfra); Departamento de Estradas de Rodagens do Tocantins (Dertins); a Secretaria de Planejamento e Orçamento (Seplan); Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh); Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins); Secretaria da Educação (Seduc); Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro); Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedtur); Secretaria da Administração (Secad). (Secom-TO)

Por: Redação

Tags: David Torres, Eric Lancelot, PDRIS