Educação

Foto: Luiz Melchíades

Diretores Regionais de Educação do Tocantins e membros da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) se reuniram nesta segunda-feira, 27, em Palmas, para discutir o planejamento estratégico da pasta visando o contínuo aperfeiçoamento do novo modelo de Educação Integral e Humanizada.

A primeira parte do encontro foi realizada durante toda manhã e contou com a presença do secretário da Educação, Adão Francisco de Oliveira e da subsecretária Morgana Gomes. Para Adão Francisco, os resultados atingidos no primeiro trimestre de 2015 reforçam o trabalho da gestão. “Hoje estamos reunidos para fazer um balanço dos primeiros cem dias da nossa gestão e reafirmar o compromisso de mudança em vários setores, seja na ressignificação do currículo, em escolas de referência, ou na educação do campo”, reforçou.

Outro tema debatido durante a reunião foi o I Seminário de Educação Integral, que tem como tema Ressignificação do currículo, do tempo, do espaço e das relações escolares. De acordo com Adão Francisco, os diretores regionais serão peças fundamentais para colocar em prática as novas perspectivas do conceito de educação integral e humanizada, com base na diversificação curricular. “Esse seminário será essencial para qualificar toda nossa equipe no que diz respeito ao nosso novo planejamento como forma de potencializar uma educação integral e humanizada”, explicou.

Na oportunidade, os diretores apresentaram dúvidas e as principais demandas das Regionais, além de discutirem o novo organograma das Diretorias de Educação.  Para a diretora regional de Gurupi, Marlene Freitas, o encontro foi além da oportunidade para discutir demandas educacionais. “É um comprometimento com milhares de alunos do estado que precisam de educação com qualidade e que esperam por mudanças significativas na rede estadual de ensino”, disse.

Dando sequência aos debates, a diretora de Ensino da Seduc, Noraney de Fátima Castro, apresentou os principais projetos que serão desenvolvidos em 2015, entre eles o de ressignificação do currículo. Segundo a gestora, proposta de mudança curricular vai transformar a realidade da escola e beneficiar mais de 180 mil alunos. “Desde o início do ano estamos trabalhando diuturnamente na elaboração desse projeto que sem dúvida será primordial para a garantia da qualidade do ensino no Tocantins”, concluiu.

Troca de experiências

Para o diretor Regional de Paraíso, Neivon Bezerra, a reunião é uma oportunidade para adquirir experiência e trocar impressões. Para ele, embora as regiões sejam diferentes, as demandas são parecidas. “A ocasião é propícia para reivindicarmos melhorias. Além disto, é uma grande oportunidade de falarmos diretamente com os nossos gestores, explicando as nossas necessidades”, apontou.