Estado

Foto: Imagem ilustrativa

Mais de 60% de todas as notificações de trabalhadores acidentados registradas por serviços de saúde no Tocantins entre 2012 e 2014 foram de acidentes de trabalho considerados graves. Das 5.285 notificações de acidentados atendidos no período, 3.335 casos notificados eram acidentes de trabalho grave, em geral, relacionados a atividades ligadas à construção civil, maior ramo empregatício regional.

Como uma forma de alerta para a seriedade do cenário de acidentes e adoecimento do trabalhador tocantinense, nesta terça-feira, 28 de abril, Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho, será criado o Grupo de Estudos e Investigação de Acidentes de Trabalho no Estado do Tocantins, a partir da parceria das Secretarias de Estado da Saúde (Sesau) e do Trabalho e Assistência Social (Setas).

O grupo de estudos será anunciado durante sessão solene na Câmara dos Vereadores, em Palmas, a partir das 8h30. Uma sessão solene em memória à data e à criação do grupo também será realizada nesta quinta-feira, 30 de abril, na Assembleia Legislativa, em Palmas, a partir das 9 horas.

A proposta do grupo é o monitoramento dos registros de acidentes de trabalho e a elaboração de ações de intervenção nos cenários identificados pelo grupo como de risco ao trabalhador. “Queremos articular parcerias com instituições, profissionais e comunidade para a luta pelos direitos relacionados ao trabalho e estimular a denúncia de ambientes de trabalho que ofereçam algum risco à saúde dos trabalhadores”, explica Salete Klein, gerente de Saúde do Trabalhador e do Centro de Referência Estadual de Saúde do Trabalhador (Cerest Estadual).

Acidentes graves

Segundo dados da Gerência Estadual de Saúde do Trabalhador, em 2012, foram registradas 1.221 notificações de acidentes de trabalho grave no Estado. Em 2013, foram 991 notificações deste tipo e, em 2014, foram 1.227.

Em 2015, dados parciais relativos ao período de 1º de janeiro a 27 de abril de 2015, foram registradas 278 notificações de acidentes graves.  Somente este ano, quatro óbitos foram registrados relacionados a acidentes de trabalho, conforme dados do Cerest Estadual.  Em relação ao histórico de acidentes envolvendo trabalho, entre 2012 e 2014, foram registradas 146 mortes.

Denúncias sobre ambientes de trabalho em condições inadequadas podem ser realizadas feitas à Ouvidoria da Saúde pelo telefone 162. Já esclarecimentos e orientações sobre o assunto podem ser feitas diretamente ao Cerest pelos telefones 3218-3384 e 3218-4010 ou e-mail  cerest@saude.to.gov.br e trabalhador@saude.to.gov.br.

Dia Mundial

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) instituiu em 2003, o dia 28 de abril como o Dia Mundial de Segurança e Saúde no Trabalho. “É um dia que lembra a importância da defesa do trabalho decente, em que as pessoas que trabalham tenham condições adequadas de exercer o trabalho, tenham seus direitos resguardados e sua saúde física e mental preservada”, ressalta o secretário estadual de Saúde, Samuel Bonilha. (Ascom Sesau)