Saúde

Foto: Divulgação

Na tarde de segunda-feira, 27, o presidente do Sintras, Manoel Pereira de Miranda reuniu com o secretário Samuel Bonilha, no gabinete do gestor para discutir demandas existentes e reivindicadas pelos servidores da saúde do Estado.

Entre elas está a segurança nos hospitais estaduais, Doação do HDT em Araguaina; Terceirização da UTI Neonatal do hospital Dona Regina; Gratificação de urgência e emergência UTI e UI para os servidores contratados; Pagamento de insalubridade e adicional noturno também aos servidores contratados.

Na pauta constava ainda a inclusão de plantões extras na folha de pagamento, indicação dos membros representante do governo para composição da CGEFS e sua publicação, Mesa de Negociação do SUS, Jornada de trabalho dos Assistentes Social, além da gratificação dos auxiliares de enfermagem.

Conforme o presidente do Sintras, a reunião foi produtiva. “Com as informações passadas pelo secretário Bonilha que recebeu nossas reivindicações acompanharemos todas as ações do governo para que o anseio da categoria seja alcançado”, reportou Miranda.

Segurança

Quanto à segurança nos hospitais questionado pelo presidente Manoel Miranda, o secretário da saúde Bonilha informou que a empresa que administrava a segurança nos hospitais do Estado retornará com os serviços.  

A empresa contratada iniciará os serviços nos grandes hospitais do Estado como na Capital no Hospital Geral de Palmas, Infantil e Dona Regina. No interior terá no Hospital de Referência de Araguaina e Hospital de Referência de Gurupi.

Na oportunidade, o presidente também reivindicou ao secretário segurança reforçada também aos hospitais de Augustinópolis e nas outras unidades hospitalares que faz parte da administração estadual.

HDT

Sobre a doação do Hospital de Doenças Tropicais em Araguaina, o Sintras levou a preocupação da entidade e dos servidores do Estado que laboram no HDT ao gestor.

Conforme disse Samuel Bonilha os servidores do Estado que trabalham nesta unidade serão transferidos ou remanejados para outras unidades de saúde do Estado.

Respondendo o questionamento do presidente do Sintras, o secretário disse que os servidores que solicitarem transferência para unidades em outros municípios do Estado os pedidos serão analisados visando a possibilidade da mudança de lotação.

Contratados

Para os servidores contratados foi reivindicado ao secretário o pagamento do benefício do adicional noturno e insalubridades e gratificação para os servidores que trabalham nos setores de urgência e emergência dos hospitais. Quanto a este assunto o secretário ficou de verificar e posicionar depois ao sindicato.

Carga Horária Assistente Social

Sobre esta pauta Manoel Miranda aponta ao Bonilha documento assinado onde o Governador Marcelo Miranda se compromete, durante campanha eleitoral, cumprir a legislação federal que rege a carga horária de 30h aos profissionais Assistentes Sociais conforme rege a lei nº 8.662 que regulamenta o exercício da profissão.

 Mas foi destacada pela assessoria jurídica da Sesau que é mais viável a alteração da Lei estadual nº 2.670 de 19 de dezembro de 2012, para que seja garantida no âmbito estadual a carga horária de 30 horas para estes profissionais, ou seja, fazer alteração do Plano de Cargo Carreira e Remuneração.

Sobre o assunto o presidente do Sintras já discutiu a pauta com o deputado e líder do governo, Paulo Mourão, e também o deputado estadual Ricardo Ayres. Manoel Miranda levantou a questão de discutir a pauta com o procurador do Estado, Sérgio do Vale, no intuito de agilizar uma solução para o caso.

Gratificação

Em relação à gratificação dos auxiliares de enfermagem, o secretário Samuel Bonilha afirmou que quem tem direito irá receber normalmente. A Sesau está atualizando o sistema para normalizar esses pagamentos para estes profissionais.

CGEFS

O presidente do Sintras também cobrou do Secretário a indicação dos membros titulares para composição da Comissão de Gestão, Enquadramento e Evolução Funcional do Quadro da Saúde.

Segundo o gestor da pasta os membros titulares representantes da Sesau já foram enviados à Secretaria da administração para dar continuidade ao processo.

Mesa de Negociação

A diretoria do sindicato também respaldou a importância e solicitou o retorno da mesa de negociação do SUS.

Conforme Samuel Bonilha está sendo providenciado um curso para os membros da mesa em parceria com o Ministério da saúde. E, após, essa capacitação será implantada a Mesa de Negociação.

Terceirização das UTI

A Assessoria jurídica do sindicato fará uma análise de como será feita a administração pela empresa terceirizada com o objetivo de não arcar nenhum prejuízo aos servidores filiados do Sintras.

Plantões Extras

Quanto aos plantões extras o governo informou ao Sintras que continuará pagando conforme o que foi acordado com as entidades sindicais, pagando o mês atual e outro atrasado, simultaneamente, até normalizar as pendências. (Da assessoria)